Tamanho do texto

Filho de Pelé, Edson Cholbi Nascimento, 46 anos, se apresentou à Polícia após TJ-SP negar, pela terceira vez, apelações da defesa. Pena é de 12 anos

O ex-goleiro Edson Cholbi Nascimento, o Edinho, filho de Pelé , se apresentou ao 5º Distrito Policial de Santos, litoral de São Paulo, na tarde desta sexta-feira. Condenado por lavagem de dinheiro em decorrência do tráfico de drogas, ele deve cumprir a pena de 12 anos, dez meses e 15 dias de prisão.

Leia também: Justiça pede prisão de Edinho, ex-goleiro do Santos e filho de Pelé

Edinho foi obrigado a se apresentar e ser detido pela quinta vez após a 14ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) decidir por rejeitar as apelações da defesa, pela terceira vez, nesta quinta-feira. Assim, o mandado de prisão do réu foi expedido pela 1ª Vara Criminal de Praia Grande nesta sexta-feira.

O ex-goleiro Edinho, filho de Pelé, foi preso pela quinta vez e deve cumprir 12 anos de prisão
Reprodução
O ex-goleiro Edinho, filho de Pelé, foi preso pela quinta vez e deve cumprir 12 anos de prisão

Ao chegar na delegacia, o ex-goleiro do Santos Futebol Clube desabafou. "Não aguento mais. Estou convicto na minha luta e, com certeza, vou vencer. Frustração", afirmou à imprensa presente no local.

O advogado do ex-jogador, Eugênio Malavasi, irá recorrer da decisão no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e no Supremo Tribunal Federal (STF) para que o filho de Pelé responda em liberdade. Enquanto isso, ele ficará preso.

Leia também: País africano acaba com a sua seleção de futebol por conta dos resultados ruins

Relembre o caso

Em junho de 2005, a Operação Indra, do Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Denarc), prendeu 18 pessoas acusadas de ligação com uma organização de tráfico de drogas comandada pelo traficante Ronaldo Duarte Barsotti de Freitas, o Naldinho, na Baixada Santista. Dentre os acusados estava o filho de Pelé. Ele chegou a ser preso, mas depois de seis meses em prisão provisória, o ex-atleta foi solto com liminar em habeas corpus do Supremo Tribunal Federal (STF)

Leia também: Clube da Inglaterra vai pagar salário igual para time masculino e feminino

Edinho foi condenado a 33 anos e quatro meses de reclusão, em maio de 2014, mas permeneceu livre. A pena foi reduzida a mais de 12 anos em fevereiro de 2017e no dia seguinte ele foi preso novamente, mas acabou solto em março.

    Leia tudo sobre: Futebol