Tamanho do texto

Até a ministra da Educação da Itália se envolveu na polêmica com o jovem arqueiro milanista, Gianluigi Donnarumma, de apenas 18 anos

A decisão do goleiro do Milan Gianluigi Donnarumma , que tem somente 18 anos, de faltar nos exames de maturidade de 2017, conjunto de provas que encerra o ciclo escolar na Itália , vem provocando polêmica no país da bota.

Leia também: Clube lança camisa de goleiro com efeito caleidoscópio para distrair atacantes

As provas de Donnarumma deviam ter acontecido em junho, mas o o goleiro do Milan  pediu seu adiamento para disputar o Campeonato Europeu Sub-21 com a seleção italiana, solicitação que foi atendida. No entanto, após o fim do torneio, o arqueiro milanista partiu para a paradisíaca ilha espanhola de Ibiza e não compareceu aos exames.

O goleiro do Milan, Gianluigi Donnarumma, de 18 anos, faltou no conjunto de provas que encerra o ciclo escolar na Itália
Ansa
O goleiro do Milan, Gianluigi Donnarumma, de 18 anos, faltou no conjunto de provas que encerra o ciclo escolar na Itália

"É um comportamento que representa uma grave falta de respeito pela escola, pela comissão e pelos estudantes das classes envolvidas", declarou a professora Elda Frojo, presidente da comissão que avaliaria Donnarumma, aluno do colégio Leonardo da Vinci, em Vigevano.

O goleiro recebia aulas particulares e faria os testes de maturidade para conseguir um diploma técnico de contabilidade. Ainda assim, ele se formaria na escola com um ano de antecedência.

Leia também: Copa 2018 pode ter partidas transmitidas no Facebook, Twitter e Snapchat

"O senhor Donnarumma pediu para fazer as provas supletivas. O Ministério da Educação tenta encorajar aqueles que se dedicam ao esporte, mas querem seguir os estudos. No caso do senhor Donnarumma, acreditou-se que o Campeonato Europeu Sub-21 justificasse o pedido. Isso provocou um atraso nos trabalhos. Exames foram interrompidos para permitir que o agora ex-candidato fizesse as provas escritas", acrescentou Frojo.

Segundo a professora, 57 jovens fizeram os exames de maturidade no mesmo dia em que o goleiro devia ter se apresentado, alguns dos quais com graves problemas familiares. Até a ministra da Educação da Itália, Valeria Fedeli, entrou na polêmica e escreveu um artigo para o jornal "La Gazzetta dello Sport" pedindo para o jogador "não desistir do diploma".

Leia também: Diária de R$ 50 mil e muito luxo: conheça o hotel onde Messi curte a lua de mel

"Quero dizer, abertamente, que espero que você faça os exames no ano que vem, demonstrando, como outros campeões já fizeram, que pernas e cabeça podem estar juntas, que esporte de alto nível e estudos não são incompatíveis", disse Fedeli.

Renovação

Donnarumma foi um dos principais alvos da imprensa italiana nas últimas semanas por causa de sua arrastada renovação com o clube italiano, que está perto de ser confirmada oficialmente. O goleiro do Milan é titular absoluto da equipe e reserva imediato de Gianluigi Buffon, de quem é considerado o sucessor, na seleção italiana. 

    Leia tudo sobre: futebol