Tamanho do texto

Vídeo mostra especialistas celebrando uma das defesas de Bravo durante disputa por pênaltis entre Portugal e Chile na Copa das Confederações

A vitória do Chile sobre Portugal nos pênaltis pela semifinal da Copa das Confederações nesta quarta-feira foi, obviamente, comemorada por todos os chilenos ao redor do mundo. Mas um vídeo que mostra uma equipe médica do país sul-americano durante uma cirurgia comemorando a classificação histórica causou indignação no país.

Leia também: Semifinal é adiada na África porque ninguém apareceu para abrir o estádio

Não é possível saber quem fez a gravação, mas pode-se ver uma equipe médica cirúrgica, possivelmente formada por médicos e enfermeiros, assistindo a disputa dos pênaltis em uma televisão, enquanto o paciente aguardava para ser operado. Após a segunda penalidade portuguesa, defendida por Bravo, todos comemoram na sala, até mesmo o cirurgião, com um bisturi na mão.

Equipe médica do Chile comemora classificação na Copa das Confederações durante cirurgia
Reprodução
Equipe médica do Chile comemora classificação na Copa das Confederações durante cirurgia

O lugar onde foi gravado o vídeo ainda não é conhecido, mas nas redes sociais vários usuários criticaram a falta de profissionalismo da equipe médica. "O doutor me disse antes da anestesia: não se preocupe, somos uma equipe médica muito séria", diz um dos tuítes que publicaram o vídeo. 

Leia também: Após 28 anos, seis pessoas são indiciadas pela maior tragédia do futebol inglês

Assista abaixo

Karla Rubilar, deputada independente e membro do Comitê da Casa de Saúde, disse em entrevista ao jornal La Tercera que existem protocolos que devem ser cumpridos para a segurança e o respeito dos pacientes em qualquer hospital e que isso foi quebrado.

Leia também: Torcedor da Roma que matou rival tem pena reduzida pela Justiça italiana

"Há limites para tudo na vida e isso claramente foi ultrapassado. O fato merece uma investigação e houve violação dos direitos dos pacientes", afirmou.

O jogo

A comemoração da equipe médica não foi a toa. Chile e Portugal fizeram uma grande partida durante os 120 minutos (90 de tempo normal e 30 de prorrogação), mas ambos os goleiros, o chileno Claudio Bravo e o luso Rui Patrício, fizeram grandes defesas. Na decisão por pênaltis, porém, brilhou a estrela do arqueiro sul-americano, que defendeu três penalidades e viu seus companheiros converterem as três. O Chile aguarda agora o vencedor do duelo entre Alemanha e México para saber quem irá enfrentar na decisão do torneio.

    Leia tudo sobre: futebol