Tamanho do texto

Parma, que vai disputar a Serie B da Itália na próxima temporada, terá um gestor chinês, assim como Milan e Inter de Milão

Parma é mais um clube italiano vendido aos chineses
Reprodução
Parma é mais um clube italiano vendido aos chineses

Após Inter de Milão e Milan, o Parma também foi vendido aos chineses. A agência de marketing Desport, liderada por Jiang Li Zhang, confirmou nesta quinta-feira a compra de 60% dos direitos do Parma Calcio 1913, um dos clubes mais tradicionais e conhecidos do futebol italiano.

Leia também: Futebol italiano vive crise na venda de direitos de TV; entenda

Desde o início do ano, o ex-jogador e ídolo do clube Hernán Crespo, junto com emissários da Desport, se encontravam com o até então proprietário do Parma, Marco Ferrari, para firmarem o acordo da venda. Porém, só agora, no final da temporada, que foi tudo oficializado. Crespo facilitou e ajudou o negócio entre os investidores chineses e o staff italiano  - Por fazer esta mediação, o argentino foi nomeado o novo vice-presidente do clube.

Leia também: Torcida protesta contra goleiro do Milan com chuva de dólares; entenda

Além de ser o acionista majoritário do Parma, Jiang Li Zhang já tem participação no futebol europeu. O chinês também é investidor do Granada Club de Fútbol, da Espanha.

Falência e o ressurgimento

O Parma Football Club viveu um período de muito sucesso no final dos anos 90 e início dos 2000, conquistando diversos títulos internacionais e nacionais. Mas, devido a uma grave crise financeira, faliu no início de 2015, fechando as suas portas. Em meados de julho, o clube foi revivido por empresários locais e outros investidores.

Leia também: Fifa abre investigação contra Juventus pela venda de Pogba ao United

SIAMO IN SERIE B !!! #backtothefuture #parmanontifermare💛💙

Uma publicação compartilhada por Parma Calcio 1913 (@parma.calcio1913) em

Disputou na temporada retrasada a Serie D do futebol italiano, foi campeão e subiu para a Serie C. Na terceira divisão, conseguiu voltar para a Serie B neste ano de 2017 após ter derrotado na final dos playoffs o Alessandria, por 2 a 0, no estádio Artemio Franchi, em Florença. Agora o time vai jogar a segunda divisão para tentar retornar à elite em 2018.

    Leia tudo sobre: Futebol