Tamanho do texto

Com um gol para cada tempo, Manchester United completa sala de troféus com título inédito da Liga Europa; Ajax encerra temporada sem conquistas

O Manchester United venceu o Ajax por 2 a 0 pela final da Liga Europa 2016-17 e conquistou o torneio pela primeira vez em sua história. A partida aconteceu na tarde desta quarta-feira, na Friends Arena, em Solna, em Estocolmo, na Suécia. Com o título, o United também garantiu uma vaga na próxima edição da Liga dos Campeões da Europa.

Leia também: Yaya Touré doará quase R$ 500 mil para ajudar vítimas do atentado em Manchester

Os gols do Manchester United foram marcados por Pogba e Mkhitaryan. O primeiro foi aos 17 do primeiro tempo e o segundo aos dois minutos da etapa complementar. Com o gol, o armênio balançou as redes em todas as fases da competição, com exceção das semifinais.

Jogadores do Manchester United comemoram o título da Liga Europa
Reprodução/Twitter/EuropaLeague
Jogadores do Manchester United comemoram o título da Liga Europa

Além de ser a primeira conquista da Liga Europa, esta também foi a primeira vez, desde que venceu o Palmeiras no Mundial de Clubes de 1999, por 1 a 0, que os Diabos Vermelhos conquistaram um título internacional no tempo regulamentar de 90 minutos. José Mourinho, em sua primeira temporada como técnico do United, chega a segunda conquista, já que havia levado para Manchester o troféu da Copa da Liga Inglesa.

O jogo

A primeira chegada na final da Liga Europa foi do Manchester United ainda com menos de um minuto de jogo. Onana se chocou com Veltman, o goleiro soltou a bola e na sobra Pogba arriscou de longe, mas a bola passou pelo lado do gol. Assim prosseguiu durante os 10 primeiros minutos, com o United comdandando as ações, com uma boa chance aos nove, quando Mata cruzou e a bola cruzou toda a área.

O Ajax chegou pela primeira vez, após domínio do Manchester, aos 14 minutos, quando Younes rolou para Traoré chutar, mas Romero, bem posicionado, defendeu tranquilamente. Aos 17 minutos, o Manchester United chegou tocando pela direita e Fellaini rolou para Pogba. O francês arriscou chute de fora da área, a bola desviou em Sánchez, enganhou o goleiro Onana e foi parar no fundo do gol. 1 a 0 para os Diabos Vermelhos.

Pogba abriu o placar para o Manchester United em final contra o Ajax
Reprodução/Twitter/EuropaLeague
Pogba abriu o placar para o Manchester United em final contra o Ajax

Leia também: Griezmann se diz "pronto para ir para Inglaterra, Alemanha, China ou EUA"

Mais uma boa chance para o Manchester. Aos 23 minutos, Valencia recebeu pela direita, avançou em velocidade, entrou na área e bateu firme, mas Onana estava ligado e defendeu. Após o gol, o jogo ficou mais centralizado com o United bem postado atrás e o Ajax sem conseguir criar chances de gols.

Aos 27 minutos, o time holandês estava com 67% de posse de bola, mas nenhuma chance foi clara havia sido criada. Aos 30 minutos, Mkhitaryan recebeu o primeiro cartão amarelo da partida. Seis minutos mais tarde, Bertrand Traoré fez grande jogada individual, mas ao entrar na área não conseguiu finalizar, seria um golaço.

Os 10 minutos finais foram mornos, sem nenhuma chance criada por nenhum dos dois times. Melhor para o Manchester United, que começou melhor e conseguiu abrir o placar logo no início.

Diabos Vermelhos começam com tudo! Logo no início da segunda etapa, após cobrança de escanteio e desvio de Smalling, Mkhitaryan desviou para o fundo da rede e aumentou a vantagem, aproximando ainda mais o United do título inédito da Liga Europa. O meia armênio marcou gols em todas as fases da competição, com exceção das semifinais. 

Mkhitaryan comemora com Pogba o seu gol na decisão da Liga Europa
Reprodução/Twitter/EuropaLeague
Mkhitaryan comemora com Pogba o seu gol na decisão da Liga Europa

Aos cinco minutos, Fellaini foi o segundo a receber cartão amarelo na partida, por falta por trás em Schöne. Por óbvio, o Ajax passou a tomar conta da partida, tentando pressionar de todas as formas, mas, como no primeiro tempo, sem muita efetividade até os 10 minutos. Aos 12, Veltman fez falta em Mata e também foi punido com cartão amarelo.

Quatro minutos mais tarde, o brasileiro David Neres entrou no lugar de Dolberg para dar mais velocidade à equipe holandesa. Aos 18, mais um cartão amarelo. Desta vez para Younes, que agarrou Valencia após levar um drible do equatoriano.

Aos 19, finalmente uma chance de gol. Pogba fez cruzamento certeiro e Fellaini ganhou no alto e cabeceou, mas Onana, bem posicionado, defendeu. Precisando de pelo menos dois gols para levar a partida para a prorrogação, o Ajax pouco assustava o gol de Romero. O técnico Peter Bosz mexeu mais uma vez aos 24 e colocou Van de Beek no lugar de Schöne.

Torcedores do Ajax acenderam sinalizadores nas arquibancadas do estádio em Estocolmo
Reprodução/Twitter
Torcedores do Ajax acenderam sinalizadores nas arquibancadas do estádio em Estocolmo

Aos 27, o Ajax teve boa chance de marcar, mas Ziyech, depois de muita demora, bateu falta frontal na barreira. Um minuto depois, a primeira mudança no United: Lingard no lugar do artilheiro Mkhitaryan. Com 32 minutos, Juan Mata, do United, e Riedewald, do Ajax, também levaram cartão amarelo.

Com 36 minutos, o Ajax partiu para o tudo ou nada, tirou Riedewald e colocou o meia Frenkie de Jong. Em busca um novo gás para quem sabe ampliar o marcador, José Mourinho substituiu Rashford por Martial, aos 38.

Leia também: Messi tem pena de 21 meses de prisão confirmada pela Justiça espanhola

Aos 40 minutos, Lingard partiu em velocidade do campo de defesa, mas Sánchez conseguiu se recuperar bem e desarmou o atacante antes dele conseguir finalizar. Um minuto depois, Van de Beek recebeu na direita, chutou forte, mas Romero defendeu. Aos 44, o experiente Wayne Rooney entrou no lugar de Juan Mata.

Mesmo sem o apito final, jogadores como Ibrahimovic, Rojo e Bailly, que perderam a decisão por causa de lesões, já comemoravam fora de campo. E não deu tempo para mais nada. Aos 49, final de jogo e mais um título do gigante inglês, que completa a sua sala de troféus.

Ficha técnica

Ajax: Onana, Veltman, Davinson Sánchez, De ligt e Riedewald (Frenkie de Jong); Schöne (Van de Beek), Klassen e Ziyech; Bertrand Traoré, Younes e Dolberg (David Neres).
Técnico: Peter Bosz.

Manchester United: Sergio Romero, Antonio Valencia, Smalling, Blind e Darmian; Ander Herrera, Fellaini, Pogba, Juan Mata (Wayne Rooney) e Mkhitaryan (Lingard); Rashford (Martial).
Técnico: José Mourinho.

O título faz com que a primeira temporada de José Mourinho à frente do Manchester United termine de forma honrosa, já que apesar da conquista da Copa da Liga Inglesa, o comandante não era muito bem visto na Inglaterra .

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.