Tamanho do texto

Hugo Gatti era conhecido como "El Loco" quando jogava profissionalmente e perdeu o controle ao vivo

Ex-goleiro Hugo Gatti, o
Reprodução / Mega TV
Ex-goleiro Hugo Gatti, o "El Loco", partiu para briga com jornalista ao vivo depois de um comentário

O clima esquentou durante o programa esportivo "El Chiringuito", da emissora espanhola Mega TV. O ex-goleiro argentino Hugo Gatti, que jogou em Boca Juniors e River Plate entre as décadas de 60 e 80, era um dos convidados e ficou irritado com um comentário polêmico do jornalista Cristóbal Soria, partindo para briga ao vivo.

Leia também: Atleta considerada a mais sexy da Argentina posa nua para revista da ESPN

A briga só não foi pior porque os outros integrantes do programa conseguiram conter Gatti, que ainda gritou que iria matar o comentarista. Atualmente com 72 anos de idade, ele encerrou sua carreira em 1988 e tinha o apelido de "El Loco" na sua épica de atleta profissional.

Leia também: Ex-estrela pornô e agora comentarista provoca astro da NBA pelas redes sociais

Confira o vídeo da confusão:

Só para entender melhor, Cristóbal Soria fez referência à polêmica gerada pelo atacante português  Cristiano Ronaldo sobre o suposto recebimento de uma "mala preta" pelos jogadores do Celta de Vigo para ganharem do Real Madrid, na quarta-feira passada, em jogo atrasado do Campeonato Espanhol.

Leia também: Atletas olímpicas do Brasil discutem feio no Twitter por causa de Aécio Neves

O jornalista disse que a única coisa que motiva os jogadores de futebol é dinheiro, e foi nisso que Gatti discordou, dando piti no programa. Neste duelo citado por Soria, o Real goleou por 4 a 1 fora de casa, com direito a dois gols de CR7.

Quem é o brigão?

Hugo Orlando Gatti nasceu em agosto de 1944 e defendeu a seleção da Argentina na Copa do Mundo de 1966. Sempre ficou marcado por ser um dos goleiros mais irreverente da história, usando uniformes espalhafatosos e também arrumando briga dentro de campo - até por isso o apelido de "El Loco". Era considerado um verdadeiro showman para a torcida e demais espectadores. Além de Boca e River, defendeu as cores de Atlanta, Gimnasia y Esgrima e Atlético Unión, todos clubes argentinos.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.