Tamanho do texto

Atacante não teria gostado de questionamentos feitos por Juan Carlos Unzué e a conversa dentro do vestiário tomou outras proporções

Neymar e Juan Carlos Unzué discutiram dentro do vestiário durante treino do Barcelona
Reprodução
Neymar e Juan Carlos Unzué discutiram dentro do vestiário durante treino do Barcelona

Na última quinta-feira (4), Neymar e o auxiliar técnico do Barcelona, Juan Carlos Unzué, tiveram uma discussão fervorosa durante um treino no Camp Nou. Segundo informações divulgadas nesta segunda-feira (8) pelo jornal espanhol "Mundo Deportivo", o desentendimento pode influenciar algumas decisões dos dirigentes sobre o futuro do clube.

LEIA TAMBÉM: Neymar, seus pais, Santos e Barcelona serão julgados por tribunal espanhol

De acordo com a publicação da imprensa local, Neymar não teria aceitado os apontamentos feitos pelo assistente técnico. Então, a conversa teria aumentado o tom e Unzué teria ainda dito que o jogador deveria "se concentrar mais em sua carreira", pois tem o potencial para estar em um patamar mais alto. O brasileiro não gostou nem um pouco e a discussão precisou ser interrompida por um outro membro do clube.

O "Mundo Deportivo" ainda afirma que nem o treinador e nem o atacante teriam confirmado a discussão, mas também não teriam desmentido.

LEIA TAMBÉM: Hulk é acusado de agressão à assistente rival durante partida pela Liga Chinesa

Comando do Barça

Juan Carlos Unzué é considerado o braço direito de Luis Enrique Martínez García
Reprodução
Juan Carlos Unzué é considerado o braço direito de Luis Enrique Martínez García

O ex-goleiro espanhol Juan Carlos Unzué é um dos nomes mais cotados para substituir Luis Enrique após o fim da temporada europeia. Considerado o braço direito do atual treinador do Barcelona, o auxiliar técnico é conhecido também por sua sinceridade aos atletas e sempre dizer o que pensa.

Estreeou no futebol profissional em 1986 como arqueiro do Osasuna e dois anos depois foi para o Barcelona. Mas foi no Sevilla onde se consagrou como goleiro, time que atuou de 1990 a 1997. Ainda defendeu o Tenerife, Oviedo e voltou ao seu time revelador, quando se aposentou em 2003.

LEIA TAMBÉM: Diego Maradona volta a ser treinador e vai comandar time árabe da segunda divisão

Neymar, inclusive, já chegou a afimar em recente entrevista que gostaria de Unzué como o substituto na vaga de treinador do Barça. Além do auxiliar de 50 anos, nomes como Ernesto Valverde, Óscar García, Eusebio, Ronald Koeman e Pizzi e Laurent Blanc também são especulados pela imprensa da Europa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.