Tamanho do texto

Justiça da Espanha determinou que todos os envolvidos na transação do brasileiro do Santos para o Barcelona serão julgados por fraude e corrupção

Neymar e seus pais são investigados pela Justiça espanhola
Reprodução
Neymar e seus pais são investigados pela Justiça espanhola

Foi determinado nesta quinta-feira (4) pelo juiz José de la Mata, da Audiência Nacional de Madrid, que Neymar, seus pais, o presidente do Barcelona, Josep María Bartomeu, o antecessor no cargo Sandro Rosell e o Santos vão a julgamento por motivo de fraude e corrupção.

LEIA TAMBÉM: Acusado de sequestro, jogador é preso durante partida do Campeonato Gaúcho

O caso envolve irregularidades durante a transferência de Neymar ao Barça, que chegou à Espanha em 2013. No documento do processo, o juiz impôs uma fiança conjunta e solidária no valor de R$ 11,7 milhões, sob a justificativa de responsabilidade pecuniária. O aval será aplicado a Bartolomeu, Rosell, Barcelona, Santos e ao ex-presidente do clube brasileiro Odílio Rodrigues Filho.

O valor determinado foi escolhido por ser a mesma quantia que o clube catalão deveria pagar a mais para o fundo de investimentos DIS, que tinha 40% dos direitos econômicos de Neymar. Na chegada do jogador ao Barcelona, o acordo com a empresa impedia que o atacante fizesse negócios com outros clubes. A operação foi denunciada pela própria organização e o atleta foi investigado tanto na Espanha como no Brasil.

Na ocasião, o DIS recebeu cerca de R$ 23,5 milhões dos R$ 59,3 milhões destinados ao Santos. A empresa alega que Neymar e o Barcelona teriam se aliado para ocultar o real valor da transferência.

LEIA TAMBÉM: Com confusão mental, meia do Everton é internado em hospital psiquiátrico

Acusações

A investigação aberta da Promotoria da Audiência Nacional apresentou uma acusação contra todos os envolvidos, com exceção de Bartomeu, que não possui indícios de irregularidades. O ex-presidente do Barça, Rossel é acusado de cometer crimes de corrupção e ter fraudado os valores da contratação do brasileiro, que por consequência, reduziu o valor que a DIS deveria receber. 

LEIA TAMBÉM: Diego Costa pode deixar o Chelsea para jogar na China, diz rádio

Por fim, a Justiça pede dois anos de prisão para o pai do jogador, Neymar da Silva Santos e um para a mãe, Nadine Santos. Além disso, ambos terão que pagar uma multa de cerca de R$ 34,7 milhões cada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.