Tamanho do texto

Lateral do Corinthians se envolveu em confusão com o meia do São Paulo durante o clássico do último domingo, pela semifinal do Paulistão

O presidente do TJD (Tribunal de Justiça Desportiva) paulista, Delegado Olim, determinou que a procuradoria do órgão analise as imagens da agressão do lateral corintiano Fagner ao meia são-paulino Cueva no último clássico entre as equipes, domingo, em Itaquera.

Leia também: Neymar é o jogador que mais dá dribles no futebol europeu; veja a lista

Fagner e Cueva se envolveram em confusão durante clássico no último domingo
Reprodução
Fagner e Cueva se envolveram em confusão durante clássico no último domingo

A determinação do Delegado Olim fez o TJD-SP voltar atrás e decidir julgar o caso na próxima terça-feira, dia 2 de maio, às 17h (de Brasília). Os dois jogadores foram denunciados no artigo 250 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJF), por “ato hostil”, com punição possível de um a três jogos.

Leia também: Tite é eleito 22º melhor técnico do mundo por jornal da França

Em um primeiro momento, chegou a se imaginar que o julgamento só aconteceria depois da final do Estadual. Tanto é que o advogado do Corinthians João Zanforlin afirmou que o clube ainda não foi notificado da decisão justa do tribunal.

Com a decisão, existe uma grande possibilidade de o defensor ser punido e não jogar a segunda e decisiva partida. Isso porque os julgamentos são realizados em uma comissão disciplinar inicial (2ª Comissão, neste caso) e depois levados ao Pleno mediante a recurso do réu, neste caso Fagner e Corinthians. O alvinegro pode pedir um “efeito suspensivo” até que seja realizado o segundo julgamento, algo que dificilmente aconteceria antes da partida final em Itaquera.

Na denúncia apresentada à Justiça Desportiva, o procurador aponta que os jogadores de Corinthians e São Paulo trocaram ofensas e tentativas de agressões, fora do alcance da visão do árbitro da partida. A denúncia diz ainda que Cueva tentou dar uma cabeçada que não atingiu o jogador corinthiano, mas que Fagner chegou a atingir o rival com uma joelhada por trás. Por fim, as atitudes dos atletas foram tratadas como atos desleais, caracterizando hostilidade recíproca que foram realizadas fora da visão do juiz do jogo.

Leia também: Pelo terceiro ano consecutivo, Kaká é o jogador mais bem pago da MLS 

Os jogos decisivos entre Corinthians e Ponte Preta estão marcados para os dois próximos domingos, dias 30 de abril, no Moisés Lucarelli, em Campinas, e 7 de maio, na Arena Corinthians, então a punição sairá entre as duas finais, já que foi antecipada pelo Delegado Olim, do Campeonato Paulista e Fagner pode perder o segundo jogo caso seja punido por conta da agressão no adversário durante a segunda partida da semifinal, no último domingo, contra o São Paulo.