Tamanho do texto

Carlitos Tevez, Odion Ighalo, Axel Witsel e Oscar são alguns dos nomes dentre os 173 jogadores envolvidos nas transações do futebol chinês

Oscar é um dos reforços estrangeiros na liga chinesa de futebol
Reprodução/Twitter
Oscar é um dos reforços estrangeiros na liga chinesa de futebol

A China encerrou nesta terça-feira (28) a janela de transferência da temporada de inverno. No total, os clubes da liga chinesa gastaram cerca de R$ 1,2 bilhão com 173 jogadores envolvidos nas transações. De acordo com o jornal inglês "The Sun", o valor é recorde e ainda conta com R$ 123 milhões a mais do que a última janela. 

LEIA TAMBÉM: Liga chinesa é a quinta que mais gastou com jogadores em 2016

O fim da janela da liga chinesa ainda deixa um ar de alívio para os clubes europeus, já que seus jogadores vão ficar sem propostas asiáticas por mais um bom período. O aumento exorbitante dos valores é consequência de nomes como o argentino Carlitos Tevez, o nigeriano Odion Ighalo, o belga Axel Witsel e o brasileiro Oscar. Somente a transação do ex-Chelsea, ficou em torno dos R$ 242,5 milhões. 

Apesar dos altos gastos com estrangeiros, ainda não foi possível analisar melhorias no futebol do país, já que o Campeonato Chinês só começa em março. 

LEIA TAMBÉM: Com número recorde, Brasil foi o que mais exportou e importou jogadores em 2016

Local 

O chinês Chengdong Zhang foi uma das contratações do Hebei Fortune
Reprodução/ Twitter Hebei Fortune
O chinês Chengdong Zhang foi uma das contratações do Hebei Fortune

O jogador chinês Chengdong Zhang foi comprado pelo Hebei Fortune por um valor de cerca de R$ 70 milhões. A transação entra para a história e faz com que o meia seja o atleta mais caro da China a ser comprado por um time no país. Zhang era emprestado ao Rayo Vallecano, da Espanha e seu contrato chinês vai até dezembro de 2021. 

LEIA TAMBÉM: Liga chinesa de futebol coloca restrições para jogadores estrangeiros

Restrições 

No início do ano, a Associação Chinesa de Futebol anunciou novas regras para a Superliga. Uma das medidas era referente ao número de jogadores estrangeiros, que somente três deles poderão ser escalados por partida. Além disso, pelo menos dois jogadores chineses sub-23 devem entrar em campo, sendo que um deles deverá começar o jogo como titular. 

O objetivo da decisão é de aumentar o nível dos jogadores nacionais e "manutenção saudável" da liga chinesa profissional. A organização ainda afirmou que outras medidas serão tomadas para restabelecer "investimentos irracionais". 


    Leia tudo sobre: futebol

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.