Tamanho do texto

Estádio teve sua energia cortada pela Light e sofre com os muitos problemas, ainda sem poder ser utilizado pelos clubes cariocas

Palco da final da última Copa do Mundo e das Olimpíadas, o Maracanã segue largado, sem utilização neste ano de 2017 e com muita polêmica. Com algumas contas atrasadas desde o mês de setembro de 2016, a Light,  empresa privada de geração e distribuição de energia elétrica do Rio de Janeiro, cortou o fornecimento de luz do local nos últimos dias, causando ainda mais dor de cabeça aos gestores.

LEIA MAIS: Goleiro de 45 anos de idade e 150 kg será rival do Arsenal na Copa da Inglaterra

Diante disso, a Concessionária Maracanã S.A. informou que solicitou à companhia a transferência das contas de energia elétrica em atraso dos meses de setembro e outubro do ano passado para o CNPJ do Comitê Rio 2016. As dívidas destes dois meses somam R$ 1,8 milhão e ainda estão registradas no CNPJ do estádio. 

Maracanã está largado desde o fim das Olimpíadas
Nacho Doce/Reprodução/Twitter
Maracanã está largado desde o fim das Olimpíadas

"A Concessionária também iniciou negociações com a Light para a quitação dos valores de novembro e dezembro de 2016. A Concessionária reitera que, como só reassumiu o complexo em 18 de janeiro de 2017, vai cobrar o consumo de energia das partidas oficiais e amistosas realizadas no complexo esportivo neste período dos responsáveis pela liberação do estádio para tais eventos", disse um comunicado oficial.

LEIA MAIS: Oito campeões de Brasileiro e Copa BR levaram a Libertadores no ano seguinte

"A Concessionária informa ainda que não recebeu do governo do estado do Rio os dados com a liberação da habilitação das empresas interessadas em adquirir as ações da controladora da Concessionária, responsável pela administração do complexo esportivo do Maracanã. A habilitação das empresas interessadas permitirá a continuação do processo de venda do controle acionário da Concessionária Maracanã S.A.", finalizou a nota.

A surpreendente cratera

Maracanã tinha um enorme buraco no gramado
Emerson Rocha/Rádio Globo
Maracanã tinha um enorme buraco no gramado

Desde quando os Jogos Olímpicos terminaram, o Maracanã está largado, sem manutenção, com falta de assentos, com muitos problemas na sua área interna e também no gramado. No ano passado, uma imagem aérea feita pelo repórter Emerson Rocha, da Rádio Globo, registrou um imenso e surpreendente buraco no centro do gramado.

LEIA MAIS: Lei anti-imigração de Trump pode prejudicar Olimpíadas nos Estados Unidos

A cratera havia sido feita para realização da cerimônia de abertura dos Jogos Paralímpicos e tinha 6,5 metros de comprimento, 4 metros de largura e aproximadamente 2 metros de profundidade. Com todos esses problemas, os clubes cariocas que desejam utilizar o Maracanã nesta temporada, como nos casos de Flamengo e Fluminense, principalmente, ainda terão que esperar mais algum tempo.

    Leia tudo sobre: Futebol

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.