Tamanho do texto

Nasri é atleta do Manchester City, mas está emprestado ao Sevilla

O jogador francês Samir Nasri corre o risco de ser suspenso por quatro anos se for considerada irregular uma terapia intravenosa que fez nos Estados Unidos para melhorar o seu sistema imunológico. Terapias intravenosas são consideradas suspeitas e banidas pela Wada (Agência Mundial Antidoping), a não ser que sejam administradas em quantidades menores do que 50 milímetros a cada seis horas.

Você viu?  Polêmica sexual, doping e hacker: o fim de ano conturbado de Nasri

Como atualmente é jogador do Sevilla, o caso será investigado pela AEPSAD (Agência Antidopagem da Espanha) - lembrando que Nasri pertence ao Manchester City e está emprestado. Durante a investigação, o atleta ficará livre para atuar pelo clube espanhol, que admitiu não estar ciente do tratamento do atleta.

Jogador Samir Nasri fez uma terapia nos Estados Unidos e se envolveu em muita polêmica
Twitter / Reprodução
Jogador Samir Nasri fez uma terapia nos Estados Unidos e se envolveu em muita polêmica

Nasri fez o tratamento em uma clínica de Los Angeles chamada "Drip Doctors". O Twitter oficial do local chegou a publicar uma foto com o meia-atacante ao lado de uma das enfermeiras. A terapia que o atleta de 29 anos de idade teria recebido inclui as vitaminas C e B, lisina e zinco, depois combinadas com nutrientes formulados especificamente para combater superinsetos e vírus comuns.

Segundo o jornal "Daily Mail", o porta-voz da Wada, Ben Nichols, afirmou que "uma violação do artigo 2.2 do código pode resultar em sanção de até quatro anos". O dirigente ainda disse que a análise do caso de Nasri vai "depender de fatores como se o uso foi intencional e se a sanção pode ser reduzida por ausência de falha significativa ou negligência".

Mais polêmicas no tratamento

Além disso, a ida de Nasri à "Drip Doctors" também causou polêmica por, supostamente, se tratar de um local de serviços sexuais. Ou seja, o estabelecimento funciona também como uma casa de protituição. 

Entenda:  Jogador da seleção inglesa é príncipe de tribo na Nigéria

Em cima da publicação da clínica, com a foto do jogador, o perfil oficial do próprio Nasri fez diversos comentários comprometedores: "Também me proporcionaram um serviço sexual completo depois. Por isso, amigos, não se esqueçam de solicitar este serviço".

E continou: "Desculpem, amigos, mas tinha de dizer ao mundo que a minha namorada Anara estava comigo naquele momento em que fiz o tratamento. Depois, Anara tinha saído da sala e a enfermeira pediu o número do meu celular para sair comigo naquela noite. O serviço ficou completo no hotel. Tudo o que digo é 100% real. A rapariga da imagem chama-se Jamilah. Chegamos no meu quarto às 3h da manhã e ela continuou com outros serviços que não aparecem no menu".

Que fase:  Após apanhar, Paul Gascoigne volta a ser internado em clínica de reabilitação

Obviamente que as mensagens polêmicas foram apagadas do Twitter do jogador, que negou que tenha escrito aquelas palavras e se disse vítima de um hacker: "Alguém atacou a minha conta e difundiu rumores que são falsos. Peço desculpa aos envolvidos", comentou o francês.