Tamanho do texto

O goleiro reserva do time catarinense foi resgatado com vida na Colômbia

Follmann, goleiro de 24 anos é um dos sobreviventes do acidente na Colômbia
Reprodução/Facebook
Follmann, goleiro de 24 anos é um dos sobreviventes do acidente na Colômbia

Um dos seis sobreviventes da queda do avião que transportava a delegação da Chapecoense é o goleiro Jakson Follmann. Segundo informações do médico Guillermo Molina, do Hospital San Juan de Dios à imprensa colombiana, Follmann teve uma das pernas amputadas após o acidente.

Leia mais: Clubes brasileiros oferecem empréstimos de jogadores à Chapecoense

O goleiro de apenas 24 anos iniciou a carreira no Juventude em 2011 e foi vendido este ano para o clube catarinense. Os outros cinco sobreviventes dentre os 77 tripulantes da aeronave são os jogadores Alan Ruschel e Helio Zampier Neto, a comissária Ximena Suárez, o técnico do avião Erwin Tumiri e o jornalista Rafael Hensel.

Segundo informações da Cruz Vermelha, o goleiro titular Danilo Padilha, chegou a ser resgatado com vida e socorrido após o acidente, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu horas depois de chegar ao hospital.

Leia mais: Família do goleiro Danilo sofre com informações desencontradas sobre o jogador

O acidente

A aeronave da companhia Lamia saiu do aeroporto de Guarulhos, São Paulo, na tarde desta segunda-feira (28) para disputar o primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana contra a equipe colombiana do Atlético Nacional, que aconteceria na quarta-feira (30).



Após uma escala em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, a aeronave seguiu trajeto para a Colômbia. O acidente aconteceu em Cerro Gordo, no município de La Unión, no departamento colombiano de Antioquia. O local está localizado cerca de 30 quilômetros do destino final, que seria o aeroporto José María Córdova, em Medellín.

Leia mais: Atlético Nacional pede que título da Sul-Americana seja dado à Chapecoense

No total, 77 pessoas estavam a bordo da aeronave. Dentre elas, jogadores e equipe técnica do Chapecoense, jornalistas e tripulantes. Da equipe de Santa Catarina, apenas o goleiro Follmann, o lateral Ruschel e o zagueiro Neto sobreviveram.

    Leia tudo sobre: futebol

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.