Tamanho do texto

Sexo, pizza e internet são algumas das proibições do treinador Pep Guardiola

Pep Guardiola, treinador do Manchestey City
Divulgação
Pep Guardiola, treinador do Manchestey City


SEXO
Diríamos que ele não baniu o sexo da vida de seus jogadores, Guardiola apenas insistiu para que as relações sexuais acontecessem antes da meia-noite.

Leia mais: Fifa divulga os candidatos ao prêmio de Melhor Treinador 2016

INTERNET
Segundo o lateral argentino Pablo Zabaleta, Pep Guardiola também teria cortado a internet dos arredores do campo e do vestiário, não liberando nem o 3G.

PIZZA
Os jogadores do City tinham o hábito de comer pizza no vestiário, no entanto, o treinador baniu o consumo da culinária italiana por não aprovar alimentos pouco saudáveis no ambiente de trabalho.

SUCO DE FRUTA
Ainda sobre dieta e alimentação saudável, Guadiola teria proibido seus jogadores de tomar suco de frutas engarrafados devido ao alto teor de açúcar. Pep prefere que seus jogadores comam a fruta fresca ao invés de tomar sucos.

REFEIÇÕES EM GRUPO
Uma das outras exigências do treinador espanhol seria o café da manhã com toda a equipe reunida. No jantar, Guardiola solicita que todos os jogadores permaneçam no Etihad Stadium por pelo menos uma hora, para comerem juntos após os jogos.

Leia mais: Barcelona lucra e tem maior receita do futebol na temporada 2015/2016



PEP GUARDIOLA

Josep Guardiola i Sala, o Pep Guardiola, nasceu no dia 18 de janeiro de 1971, no município de Santpedor, na província de Barcelona, Espanha.

O jogador de meio-campo de 1,80m de altura estreou na carreira de futebol profissional pelo Barcelona, clube no qual atuou de 1990 a 2001. Guardiola também passou pelo Brescia e Roma, ambos da Itália, Al-Ahli Sports Club, do Cátar. Antes de se aposentar, ainda defendeu o clube mexicano Dorados de Sinaloa durante seis meses em 2016.

Leia mais: Barcelona confirma renovação com Neymar até 2021

Pela seleção espanhola, Pep Guardiola teve 47 jogos, de 1992 a 2001. Foi também o capitão do time medalha de ouro nas Olimpíadas de 1992, que aconteceram no seu país natal, mais precisamente em Barcelona. No mesmo ano do ouro olímpico, Guardiola recebeu o prêmio de melhor jogador espanhol.

Como treinador, Pep Guardiola iniciou sua carreira de treinador em junho de 2007 no comando do Barcelona B, equipe filiada do time principal do Barcelona. Com a equipe de base, foi campeão da quarta divisão do campeonato espanhol.

No ano seguinte, em maio de 2008, Guardiola foi promovido ao time principal. Substituindo o holandês Frank Rijkaard, Pep foi nomeado treinador do Barcelona. Com a equipe catalã, o treinador se consagrou um dos maiores de todos os tempos, conquistando o Campeonato Espanhol, Supercopa da Espanha, duas vezes a Liga dos Campeões da UEFA além de vencer duas vezes Mundial de Clubes da Fifa. Em 2012 Guardiola anunciou sua saída do clube para descansar por pelo menos um ano.

Voltou a treinar em 2013, quando foi anunciado no lugar de Jupp Heynckes como novo técnico do Bayern de Munique. Logo no primeiro ano no comando da equipe alemã, Guardiola venceu o Mundial de Clubes e realizou algumas mudanças na equipe. Apesar de algumas críticas negativas, contribuiu para que a equipe dominasse ainda mais o campeonato alemão, vencendo três vezes consecutivas, de 2013 a 2016. No final de seu contrato com a equipe do Bayern que ia até o final da temporada 2015/16, Guardiola não renovou e anunciou sua saída.

No início de 2016, Guardiola assinou contrato de três temporadas com o Manchester City, substituindo o chileno Manuel Pellegrini.

    Leia tudo sobre: futebol

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.