Tamanho do texto

"Nós temos que passar por este grupo. Se não passarmos, as notícias serão péssimas para o futebol inglês", disse Greg Dyke

Jogadores ingleses durante Eliminatórias para a Eurocopa
Julian Finney/Getty Images
Jogadores ingleses durante Eliminatórias para a Eurocopa

Sem conquistar títulos desde 1966, quando sagrou-se campeã mundial, a seleção inglesa espera retornar ao caminho de glórias este ano, na Eurocopa, que será disputada na França, em junho. 

De acordo com o presidente da Associação de Futebol da Inglaterra (FA), Greg Dyke, os comandados do técnico Roy Hodgson tem por obrigação passar da fase de grupos, caso contrário, as consequências não serão tão boas. 

"Nós temos que passar por este grupo. Se não passarmos, as notícias serão péssimas para o futebol inglês", afirmou a rede de TV britânica BBC, durante evento que marca o 50º aniversário da conquista da Copa do Mundo de 1966.

A seleção inglesa encabeça o Grupo B, ao lado de Eslováquia, País de Gales e Rússia. O regulamento prevê que as duas primeiras equipes de cada um dos seis grupos passem de fase juntamente com as quatro melhores terceiras colocadas. A melhor colocação dos ingleses no torneio europeu foi em 1996, com um terceiro lugar. Dyke, no entanto, acredita na realização de uma boa campanha.

"Nós devemos isso a uma geração de adolescentes sonhadores, para mostrar que podemos fazer isso de novo. Nós devíamos ter vencido um torneio nos últimos 50 anos. Não o fizemos. Mais o faremos nos próximos 50 anos – esperamos que antes disso", acrescentou.