Tamanho do texto

"Quero viver a experiência e a emoção de treinar nos estádios ingleses", disse o técnico espanhol de 44 anos

Pep Guardiola, técnico do Bayern de Munique (por pouco tempo)
Site oficial do Bayern
Pep Guardiola, técnico do Bayern de Munique (por pouco tempo)

Após anunciar que não renovaria seu contrato com o Bayern de Munique, que termina nesta temporada, o espanhol Pep Guardiola explicou que o principal motivo é seu desejo de trabalhar na Inglaterra, onde, inclusive, já recebeu propostas.

"Eu quero treinar na Premier League. Essa é a razão que eu não prolonguei meu contrato. Quero viver a experiência e a emoção de treinar nos estádios ingleses. Acredito que minha idade é o momento adequado para ir. Recebi propostas da Premier League, mas ainda não assinei nada", afirmou.

"Quando tiver um novo clube, eu comunicarei. Neste momento, não direi nada mais porque não tem nada fechado", acrescentou.

O clube mais cotado é o Manchester City. De acordo com o jornal "Bild", o salário do treinador multicampeão seria de 25 milhões de euros (cerca de R$ 108 milhões) por ano. Isso o levaria a ter o maior salário entre técnicos do mundo.

"Acredito que sou um treinador jovem e tenho muita carreira pela frente. Preciso de um novo objetivo. Estou muito agradecido ao Bayern pela confiança que depositaram em mim. Três anos em um clube é tempo suficiente para mim. Quero novas experiências", completou o espanhol de 44 anos.

Nos Bávaros, o italiano Carlo Ancelotti assumirá o seu lugar. Além do City, ele ainda foi especulado no rival United e no PSG, da França.

    Leia tudo sobre: bayern de munique