Tamanho do texto

Clube que é eliminado na fase de grupos da Liga dos Campeões recebe, no mínimo, R$ 10 milhões a mais que o campeão da Copa Libertadores

Em termos de emoção, a conquista da Copa Libertadores pode ser equiparada ao título da Liga dos Campeões. Porém, no aspecto financeiro, existe um verdadeiro abismo entre as duas principais competições de clubes do futebol mundial. No ano passado, por exemplo, a Conmebol pagou cerca de R$ 10 milhões ao Corinthians , entre premiações e venda dos direitos de transmissão. Enquanto isso, no Velho Continente, o Chelsea recebeu cerca de R$ 150 milhões da UEFA.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Título da Champions vale cerca de R$ 150 milhões
AFP
Título da Champions vale cerca de R$ 150 milhões

A enorme diferença financeira entre as duas competições fica evidente já na fase de grupos. Na Europa, os 32 clubes classificados recebem uma premiação de R$ 22 milhões. De quebra, na fase de grupos, cada vitória vale um bônus de R$ 2,6 milhões – empate paga R$ 1,3 milhão. No torneio organizado pela Conmebol, as 32 equipes que disputam a fase de grupos ganham apenas R$ 1,2 milhão.

Neste ano, as seis equipes brasileiras que garantiram vaga nas oitavas de final da Copa Libertadores (Atlético-MG, Corinthians, São Paulo, Palmeiras, Fluminense e Grêmio) vão receber R$ 785 mil. Na Liga dos Campeões, o valor salta para R$ 9 milhões. Já nas quartas de final a diferença é de R$ 885 mil para R$ 10,5 milhões.

Veja também: Grêmio é campeão de arrecadação na fase de grupos da Libertadores

Classificados para a semifinal da Champions, que começa nesta terça-feira, Barcelona, Bayern de Munique, Real Madrid e Burussia Dortmund já receberam um bônus da UEFA de R$ 13 milhões, valor quase 13 vezes maior do que será pago aos semifinalistas da Copa Libertadores (R$ 1,1 milhão).

Nas finais, pelo menos, a diferença entre as premiações não fica tão absurda. Enquanto, o campeão da Copa Libertadores fatura R$ 7,85 milhões, o primeiro colocado da Liga dos Campeões embolsa R$ 27,3 milhões.

Falta de transparência na Conmebol

Embora a Liga dos Campeões seja muito mais valiosa que a Copa Libertadores, parte da enorme diferença do dinheiro que é pago aos clubes europeus e sul-americanos pode ser explicada pela falta de transparência da Conmebol. A entidade sul-americana não divulga o valor arrecadado com a venda dos direitos de transmissão e com os patrocinadores oficias da competição. Dessa forma, não fica claro qual é a porcentagem do valor arrecadado com o torneio que é repassado aos clubes.

E mais: Conmebol muda datas das oitavas e brasileiros só jogam na próxima semana

Na Europa, a UEFA arrecada cerca de R$ 2,4 bilhões com cada edição da Liga dos Campeões. Desse montante, 25% (R$ 600 milhões) ficam nos cofres da entidade. Já os outros 75% (R$ 1,8 bilhão) são distribuídos entre os clubes que disputam a competição – cerca de R$ 1 bilhão são oriundos das premiações, enquanto os outros R$ 800 milhões são referentes à venda dos direitos de transmissão.