Seleção brasileira de basquete feminino é vetada do o Sul-Americano
Alexandre Loureiro/COB
Seleção brasileira de basquete feminino é vetada do o Sul-Americano

Maior campeão do Campeonato Sul-Americano de basquete feminino, com 26 títulos, o Brasil não poderá disputar a competição que acontecerá em maio, na Colômbia. A seleção brasileira foi vetada de entrar no país vizinho por questões sanitárias relacionadas à covid-19, por conta do descontrole da pandemia no território.


Essa não é a primeira vez.  A seleção masculina de basquete também foi proibida de entrar na Colômbia para disputar duas partidas das Eliminatórias para a Copa América,  no início de 2021.

O Sul-Americano, que será disputado de 10 a 16 de maio, em Cali, é classificatório para a Copa América feminina. Entretanto, mesmo com o veto à participação do evento, o Brasil estará na principal competição continental, disputado em julho, pois entrará pelo ranking, já que é a melhor seleção da América do Sul. Agora, restam três vagas em jogo.

- Estávamos prontos para jogar o Sul-Americano. Queríamos buscar nossa classificação dentro de quadra. Com planejamento pronto da comissão técnica e de todo o departamento. E com todos os rígidos protocolos da FIBA para a pandemia da covid-19. Mas temos que respeitar a posição da Colômbia - disse o presidente da CBB, Guy Peixoto.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários