Tamanho do texto

Sucesso em mais de 20 países do mundo, a jr. nba League vai reunir cerca de 450 jovens de 30 colégios de São Paulo em uma disputa nos moldes da NBA

A NBA apresentou nesta semana a primeira edição brasileira da jr. nba League, liga escolar de basquete que vai reunir 450 jovens de 30 colégios de São Paulo em uma disputa nos moldes da liga. A plataforma é sucesso em mais de 20 países do mundo como Espanha, Sérvia, Rússia, Congo, Itália, Quênia, Turquia, Argentina, México e Inglaterra, entre outros e o principal objetivo é revelar novos talentos.

Leia também: Rei do triplo-duplo! Thunder vence e Westbrook iguala recorde de 55 anos

Marquinhos, ala de 32 anos do Flamengo e da seleção brasileira, e ex-jogador do New Orleans Hornets e também do Memphis Grizzlies, equipes da NBA , foi convidado pela organização e ficou com a responsabilidade de realizar o sorteio da jr. nba League.

Representantes das 30 escolas que vão participar da primeira jr. nba League
Wander Roberto / Inovafoto / NBA Brasil
Representantes das 30 escolas que vão participar da primeira jr. nba League

O projeto acontecerá entre abril e junho deste ano e jovens de 12 a 14 anos (nascidos até 2003 e não federados) participarão. Após o Draft, foram definidas as escolas que vão representar cada uma das 30 franquias do basquete americano. No próximo sábado, dia 8, os atletas participarão do Draft Combine, no Ginásio do Colégio Salesiano. Nesse dia, todos os jogadores serão submetidos a testes e avaliações de fundamentos e habilidades, assim como acontece nos Estados Unidos com os calouros após suas escolhas no Draft.

"O esporte tem um papel muito importante na formação, na educação dos jovens, ajudando a moldar o caráter, a desenvolver conceitos como liderança, respeito e trabalho em equipe, como uma extensão da educação escolar. São valores que se leva para o resto da vida e a NBA acredita muito nessa combinação basquete e ensino", disse Arnon de Mello Neto, Vice-Presidente da NBA para a América Latina.

Liga escolar será disputada nos moldes da NBA com 30 equipes de São Paulo
Wander Roberto / Inovafoto / NBA Brasil
Liga escolar será disputada nos moldes da NBA com 30 equipes de São Paulo

"Hoje, a plataforma jr. nba está em mais de 50 países, alcançando cerca de 12 milhões de meninos e meninas. Estamos muito felizes de lançar a primeira edição da jr. nba League no Brasil, em ter toda essa garotada reunida em torno do esporte, um projeto que começa agora, com a intenção de ser um dos pilares da liga no país", acrescentou.

Leia também: North Carolina bate Gonzaga Bulldogs e vence título da NCAA pela sexta vez

Nos moldes da temporada da NBA, a competição na jr. nba League será dividida em três etapas: temporada regular (cinco sedes com seis equipes cada - nos dias 25.04, 27.04, 04.05, 06.05, 11.05, 13.05 e 18.05 - as chaves foram definidas usando como critério a questão da proximidade geográfica), playoffs (as duas melhores classificadas de cada grupo avançam, nos dias 20.05 e 27.05) e o final four, no dia 3 de junho.

Como uma das contrapartidas do campeonato, a NBA vai entregar às escolas sedes de jogos um kit completo de material, incluindo bolas, além da realização de clínicas ministradas por técnicos capacitado pelo projeto jr. nba. Os colégios onde serão realizados o Draft e o Draft Combine receberão ainda palestras com profissionais e executivos do escritório brasileiro da liga.

Leia também: Popovich, do Spurs, é escolhido melhor técnico da NBA; veja a lista completa

Como premiação, a organização da jr. nba League vai oferecer um troféu ao MVP (Most Valuable Player, o jogador mais valioso) do torneio e anéis aos campeões, assim como é feito na liga norte-americana.

Veja como ficaram as escolas após o Draft da jr. nba League:

Albert Sabin - Oklahoma City Thunder
Escola Morumbi - Portland Trail Blazers
Mackenzie Tamboré - Cleveland Cavaliers
Escola Castanheiras - Detroit Pistons
Fundação Bradesco - Brooklyn Nets
GDV - New York Knicks
Miguel de Cervantes - Phoenix Suns
Santo Américo - Charlotte Hornets
Graded School - Sacramento Kings
Pentágono Morumbi - Chicago Bulls
Humboldt - Washington Wizards
Certus - Boston Celtics
Salesiano Santa Teresinha - Los Angeles Clippers
Jardim São Paulo - Minnesota Timberwolves
Mater Amabilis - Denver Nuggets
Colégio Amorim - Los Angeles Lakers
Estrela Sirius - Houston Rockets
Rio Branco Higienópolis - Atlanta Hawks
Eduardo Gomes - Dallas Mavericks
São Francisco Xavier - Indiana Pacers
Notre Dame - Milwaukee Bucks
Marista Arquidiocesano - San Antonio Spurs
Emilie De Villeneuve - Utah Jazz
Vicentinos - Orlando Magic
Dante Alighieri - Philadelphia 76ers
Bandeirantes - New Orleans Pelicans
Etapa - Toronto Raptors
Stella Maris - Miami Heat
Saint Paul's - Memphis Grizzlies
Santi - Golden State Warriors

A jr. nba League é apenas um dos programas da plataforma jr. nba. Entre outras ações, o jr. nba, voltado para o desenvolvimento do basquete na base, é focado em jovens e crianças de 6 a 17 anos e tem por propósito conciliar educação e prática esportiva, com os conceitos de vida saudável, valores morais e formação de caráter. Atualmente, a plataforma jr. nba está presente em mais de 50 países como Espanha, Itália, Lituânia, Vietnã, Filipinas, África do Sul e México, entre outros. Somente em 2016, o jr. nba alcançou mais de 6,5 milhões de jovens e crianças ao redor do mundo (hoje em dia, são mais de 12 milhões desde seu início em 2015).

    Leia tudo sobre: NBA