Tamanho do texto

Ao ser questionado sobre ter um companheiro de equipe homossexual, o pivô Amare Stoudemire disse: "Eu tomaria banho do outro lado da rua"

Amare Stoudemire atuou na NBA por 14 temporadas
Reprodução/ Facebook Amare Stoudemire
Amare Stoudemire atuou na NBA por 14 temporadas

O ex-jogador da NBA Amare Stoudemire ganhou destaque nas notícias em Israel após fazer comentário homofóbico. O norte-americano atualmente defende o Hapoel Jerusalém e durante uma entrevista à imprensa local, foi interrogado se teria problemas em ter companheiros de equipe homossexuais.

LEIA TAMBÉM: Stephen Curry: 7 coisas que você não sabia sobre o ídolo do Warriors

"Eu tomaria banho do outro lado da rua e trocaria de roupas em outro canto. E dirigiria fazendo um outro trajeto para o ginásio", disse o jogador que atuou na NBA por 14 temporadas.

Questionado se estava brincando, Amare Stoudemire acrescentou: "Sempre há verdades por trás de uma brincadeira".

Em 2012, chegou a ser multado pela liga norte-americana de basquete por fazer comentários do mesmo tipo. Na época, o jogador fez uma publicação homofóbica no Twitter e pagou multa de 50 mil dólares (cerca de R$ 155 mil).

LEIA TAMBÉM: Aos 15 anos, LaMelo Ball faz 92 pontos em jogo de basquete escolar nos EUA









Carreira

Nona escolha do draft de 2002, Amare Stoudemire estreeou a carreira pelo Phoenix Suns, time que atuou até 2010. Em 2003 ganhou o prêmio de melhor novato da liga e no ano seguinte recebeu a medalha de bronze das Olimpíadas com a seleção norte-americana.

LEIA TAMBÉM: Oscar Schmidt é homenageado pelo Brooklyn Nets, time que o draftou em 1984

De saída da franquia do Arizona, Stoudemire foi para o New York Knicks, ficando na equipe nova-iorquina até 2015. Participou do All-Star seis vezes e deixou a NBA em 2016, sendo o Miami Heat sua última equipe.

    Leia tudo sobre: NBA