Ecclestone e Hamilton
Arquivo
Ecclestone e Hamilton

O ex-chefão da Fórmula 1Bernie Ecclestone , deu uma entrevista chocante à CNN Sports e que criou uma grande polêmica.

Atualmente com 89 anos, ele, que é casado com a brasileira Fabiana Flosi e será pai de um menino esse ano, afirmou que, em muitos casos, “os negros são mais racistas do que os brancos”. Questionado pelo canal a dar exemplos sobre isso, alegou que não tinha nenhuma evidência, mas, apenas “notou” isso ao longo dos anos.

E a polêmica não parou por aí. O ex-supremo da F1 também rotulou a decisão de derrubar estátuas de figuras históricas controversas como "estúpida".

“As crianças crescem sem ter que pensar nessas coisas. Acho completamente estúpido derrubar todas essas estátuas. Eles deveriam tê-los deixado a estátua lá. Leve as crianças da escola para olhar e dizer por que eles estão lá e o que as pessoas fizeram e quão errado foi o que eles fizeram", apontou.

Os comentários chocantes também foram voltados ao seis vezes campeão mundial de F1, Lewis Hamilton , dizendo estar "surpreso" pelo piloto estar chateado com o racismo. "Estou surpreso que isso o preocupe”, apontou. Hamilton se tornou um defensor do movimento Black Lives Matter , participando de uma série de protestos.

Ecclestone também falou sobre o assassinato do americano George Flody , que desencadeou esse movimento antirracista.

"Para mim e para muitos outros ao redor do mundo, ver o assassinato provocou uma sensação profunda de dor, angústia e frustração. Como nação, somos rápidos em condenar ruídos de macacos e bananas jogadas em jogadores negros, mas quando se trata de resolver questões raciais estruturais, as pessoas no poder permanecem caladas. A injustiça prevalece quando você permanece neutro", alegou.

Eccelstone nasceu filho de um pescador, em Suffolk, em 1930. Seu primeiro envolvimento no automobilismo foi a troca de peças de reposição de motocicletas, antes de ele começar a competir em 1949, dirigindo carros da Fórmula 3. Porém, um acidente o retirou das pistas.

Depois de fazer investimentos bem-sucedidos em propriedades, ele retornou ao automobilismo em uma função administrativa, fazendo sua primeira entrada na Fórmula 1, estando envolvido na propriedade de equipes até 1978, quando formou a Associação de Construtores em 1974 e se tornou o principal executivo quatro anos depois. Ecclestone finalmente vendeu os direitos comerciais da Fórmula 1 para a Liberty Media, em janeiro de 2017, após a aprovação do órgão dirigente do esporte.

    Veja Também

      Mostrar mais