Tamanho do texto

Alemão da Ferrari venceu o primeiro Grande Prêmio do ano, mas mesmo assim acredita que a rival Mercedes está à frente na briga pelo título

Mesmo após sua vitória no Grande Prêmio da Austrália de Fórmula 1, o primeiro do ano, o piloto da Ferrari Sebastian Vettel, afirmou nesta quinta-feira que a Mercedes, atual tricampeã do mundial de pilotos e de construtores, continua sendo vista como favorita para a temporada 2017.

Leia também: Vitória de Sebastian Vettel no GP da Austrália de F1 causa euforia na Itália

"Acredito que a Mercedes ainda tem que ser considerada favorita. Fizemos uma primeira corrida muito forte. Nós sabemos que temos um bom pacote que nos coloca em uma boa posição", afirmou Sebastian Vettel à imprensa.

Sebastian Vettel recebe o troféu de vencedor do GP da Austrália, que abriu o calendário de 2017 da Fórmula 1
Reprodução/Twitter/F1
Sebastian Vettel recebe o troféu de vencedor do GP da Austrália, que abriu o calendário de 2017 da Fórmula 1

No entanto, o alemão destacou que ele e a Ferrari não poderiam ter um início de campeonato melhor. " Com certeza muitas coisas mudaram desde o ano passado. A equipe evoluiu. Eu acho que em geral estamos em uma posição muito melhor. As pessoas estão mais confortáveis na equipe", ressaltou.

Leia também: FIA anuncia que motores da F1 serão mais baratos e vão fazer mais barulho

Em 2016, a equipe não conseguiu vencer nenhuma corrida, foi superada pela Mercedes e Red Bull, e garantiu somente a terceira posição no mundial de construtores. "Quando voltei para a fábrica, as pessoas estavam muitos felizes e motivadas a trabalhar ainda mais, o que obviamente é o que precisamos. É apenas a primeira corrida, por isso não significa muito, mas com certeza, como eu disse, é a melhor maneira de começar", afirmou Vettel.

Próxima corrida e homenagem

A próxima corrida será na China, onde o piloto da Ferrari conquistou uma única vitória, em 2009, quando competia pela Red Bull Racing. O primeiro treino livre em Xangai será realizado nesta quinta-feira às 23h. Este será apenas o segundo grande prêmio do ano de um total de 20. O GP Brasil é o penúltimo e está marcado para novembro.

Leia também: A polêmica decisão da Mercedes que deixou os fãs de Michael Schumacher bravos

Durante o GP, que acontece neste fim de semana, Vettel homenageará o compatriota Michael Schumacher utilizando um capacete com menção ao heptacampeão mundial, que segue em estado crítico de saúde após acidente no fim de 2013. O mesmo capacete já foi usado por Vettel nas provas do México e Brasil, em 2015.