Tamanho do texto

Com isso, o grid da Fórmula 1 volta a ser composto por dez equipes. Felipe Massa será o único brasileiro na principal categoria do automobilismo

O piloto Felipe Nasr (24) não continuará na Fórmula 1 na temporada 2017
Divulgação
O piloto Felipe Nasr (24) não continuará na Fórmula 1 na temporada 2017

Uma das mais novas equipes da Fórmula 1, a Manor anunciou nesta sexta-feira (27) seu desligamento da maior categoria do automobilismo mundial. Após abrir falência, a escuderia até tentou, mas não conseguiu encontrar um investidor para salvar as suas dúvidas. Com isso, um dos mais prejudicados é o brasileiro Felipe Nasr. 

LEIA MAIS: FIA aprova venda da Fórmula 1 para grupo norte-americano

Sem equipe desde que não renovou com a Sauber, Felipe Nasr ainda tinha esperanças de que poderia pilotar um carro da Manor, já que era a única que ainda tinha vagas disponíveis para o grid. A empresa, após declarar falência, chegou a nomear uma empresa para buscar um novo investidor, a equipe, porém, não obteve sucesso e decidiu fechar as portas. 

Por meio de uma nota oficial, a escuderia britânica anunciou a saída oficial da F1. "Nos últimos meses, a equipe trabalhou incansavelmente para trazer novos investimentos e garantir o futuro da Fórmula 1", diz a nota. "Infelizmente, não conseguimos fazê-lo dentro do tempo disponúvel e não restou outra alternativa se não sair da Fórmula 1. Desde a nomeação do início do mês, a FRP Advisory nos ajudou bastante, mas não foi possível conseguir tais investimentos".

"Sem uma estrutura operacional e financeira sustentável para manter o grupo, decidimos deixar a categoria. Todos os 212 funcionários serão pagos na terça-feira, 31 de janeiro, e depois serão desligados", continua a nota.

LEIA MAIS: Ross Brawn volta à F1 e assume o cargo do demitido Ecclestone

O administrador da FRP Advirosy, empresa contratada para encontrar uma solução para a crise financeira vivida pela equipe, Geoff Rowley, por meio de um comunicado, mostrou-se triste com a situação. "É lamentável que a Manor esteja saindo da Fórmula 1. É um grande nome do automobilismo britânico que está deixando a categoria".

Brasil na Fórmula 1

Neste ano, o Brasil será representado apenas por Felipe Massa, que deixou a aposentadoria para voltar para a Williams  após a saída de Valtteri Bottas para a Mercedes.

A Manor Racing adotou esse nome no ano passado, após ter competido durante 2015 com o nome "Manor Marussia F1 Team". A equipe entrou na F1 em 2010 como "Virgin Racing", tendo mudado para "Marussia F1 Team" em 2012. Desde que entrou no caríssimo mundo da F1, a empresa sofreu para se manter no grid.

Os pilotos da Manor na temporada passada tiveram destinos diferente: enquanto Pascal Werhlein foi para a Sauber, na vaga de Felipe Nasr, Esteban Ocon ficou sem equipe para correr em 2017. *Com informações da agência Ansa

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.