Lance

Kyle Larson
Nascar Media
Kyle Larson

O americano Kyle Larson não é mais piloto da Chip Ganassi na Nascar . O piloto teve o contrato encerrado pela equipe nesta terça-feira (14), após perder todos os patrocínios e ser suspenso por tempo indeterminado depois de usar um termo racista durante uma corrida virtual organizada pelos competidores da principal categoria do automobilismo americano.

Leia também: "Temporada da Fórmula 1 tem que ser cancelada", diz Ecclestone

“Depois de muito considerar, a Chip Ganassi determinou o fim do relacionamento com Kyle Larson. Como nós dissemos antes, os comentários que Kyle fez foram ofensivos e inaceitáveis, especialmente considerando os valores de nossa organização. Como nós continuamos avaliando a situação com todas as partes relevantes, ficou óbvio que esta foi a única ação apropriada para ser seguida”, declarou a Ganassi, em comunicado.

Durante os treinos para o “Monza Madness”, corrida virtual realizada no último final de semana, Larson teve um problema com o headset que usava para se comunicar com o spotter. Neste momento, o piloto usou um canal aberto e que era usado pela plataforma iRacing para a transmissão, e disse: “Você consegue me ouvir, seu preto?”, causando indignação de quem acompanhava a sessão.

Os efeitos da declaração vieram um dia depois: a Ganassi suspendeu o piloto e deixou de pagar o salário, enquanto a Nascar o suspendeu por tempo indeterminado por conta da fala. A Chevrolet, apoiadora da equipe, a rede de restaurantes McDonalds e o banco Credit One Bank, apoiadores do piloto, romperam com Larson, que se desculpou através de um vídeo em suas redes sociais.

Larson era tido como um dos mais promissores pilotos da Nascar, tendo acumulado seis vitórias na principal divisão da categoria americana. A Chip Ganassi não revelou quem será o substituto do piloto e novo companheiro de equipe de Kurt Busch.

    Veja Também

      Mostrar mais