Tamanho do texto

Ex-piloto de Stock Car teve 80% do seu corpo queimado e não resistiu

Após sofrer um grave acidente aéreo , Tuka Rocha não resistiu e morreu na manhã deste domingo (17). A informação foi divulgada pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab). O ex-piloto de Stock Car teve 80% do corpo queimado e complicações pulmonares. O acidente aconteceu em Maraú, no Sul da Bahia, e ainda não se sabe o que levou a aeronave cair.

Leia também: Viúvas do acidente da Chapecoense protestam por falta de indenização

Tuka Rocha arrow-options
Reprodução/Instagram/@tukarocha
Tuka Rocha, ex-piloto de Stock Car morre aos 36 anos


Leia também: Avião desliza em pista com neve e assusta passageiros em Chicago; assista

O ex-piloto , que competiu em categorias nacionais e internacionais da Stock Car, do A1GP e da Fórmula Superliga, passou por diversas cirurgias, mas isso não foi o suficiente. Tuka Rocha morreu aos 36 anos e no próximo dia 13 de dezembro faria aniversário.

Tuka Rocha é a terceira vítima desse acidente aéreo. Na quinta-feira (14), dia em que a aeronave caiu, Marcela Brandão Elias, de 37 anos, acabou morrendo na hora. A irmã dela, Maysa Marques, de 33 anos, também não resistiu e acabou falecendo no sábado (16).

Leia também: Avião que transportava vítima de acidente aéreo cai no interior do Amazonas

Na aeronave tinha mais sete pessoas com Tuka Rocha , o marido de Maysa, Eduardo Mussi, e o de Marcela, Eduardo Trajano Telles Elias, que também estava acompanhada do filho Eduardo Brandão, de 6 anos. Marie Cavelan, o piloto Fernando Oliveira e Marcelo Constantino, que é neto do fundador da Gol, Nenê Constantino, também estavam na aeronave e todos seguem internados.