Tamanho do texto

Há 69 anos na categoria, circuito inglês tem Alain Prost como maior vencedor e histórias incríveis. Confira algumas delas

Silverstone recebeu a primeira corrida de Fórmula 1 da história arrow-options
Divulgação
Silverstone recebeu a primeira corrida de Fórmula 1 da história

A próxima etapa da temporada 2019 da Fórmula 1 , que acontece neste domingo, será realizada em Silverstone, um dos circuitos mais tradicionais da categoria. A pista inglesa foi palco da primeira prova da história da categoria, em 1950, e, desde então, presenciou momentos memoráveis.

Leia também: Novo autódromo de Deodoro: negócios pouco transparentes e falta de recursos

O britânico Lewis Hamilton  e francês Alain Prost são os maiores vencedor do Circuito de Silverstone , com cinco vitórias cada. E Hamilton pode se isolar como maior vencedor do GP.

Michael Schumacher também marcou seu nome na história da pista, com três triunfos. Mas foi lá também que o heptacampeão viveu um dos momentos mais delicados de sua carreira, em 1999, quando um grave acidente no circuito inglês o impediu de correr por três meses.

Carro de de Schumacher após acidente em 1999 que o afastou das pistas por três meses arrow-options
Reprodução / Getty Images
Carro de de Schumacher após acidente em 1999 que o afastou das pistas por três meses

Com três triunfos no circuito, Nigel Mansell é outro que gravou grandes momentos na história de Silverstone. Em 1987, o inglês conseguiu uma recuperação incrível para ultrapassar Nelson Piquet e vencer a corrida, levando os torcedores locais ao delírio.

Quatro anos depois, em nova vitória, Mansell foi protagonista de uma das cenas mais clássicas da Fórmula 1: o britânico deu carona a Ayrton Senna até os boxes, pois o brasileiro havia ficado sem combustível na última volta.

Confira a seguir esses e outros momentos marcantes do Circuito de Silverstone:

Nascimento da Fórmula 1

Em 1950%2C Giuseppe Farina vence a primeira prova de Fórmula 1 da história%2C no circuito de Silverstone arrow-options
Reprodução
Em 1950, Giuseppe Farina vence a primeira prova de Fórmula 1 da história, no circuito de Silverstone

A primeira corrida da história da F1 foi realizada em Silverstone, no dia 13 de Maio de 1950. O evento atraiu 200 mil espectadores e contou com a presença da Família Real Britânica. Giuseppe Farina , com um Alfa Romeo, marcou seu nome na categoria ao conquistar a primeira pole position e vencer a prova inaugural do Grande Prêmio da Inglaterra. Mais tarde, o italiano tornou-se também o primeiro campeão mundial da categoria. A corrida em Silverstone naquele ano contou com a participação de 21 carros – dentre eles o do argentino Juan Manuel Fangio.

Mansell tem recuperação incrível e vence em casa

Nigel Mansell com o troféu da emocionante corrida de 1987%2C que levou os torcedores a invadirem a pista para comemorar a vitória do britânico arrow-options
Getty Images
Nigel Mansell com o troféu da emocionante corrida de 1987, que levou os torcedores a invadirem a pista para comemorar a vitória do britânico

A prova de 1987 levou o público britânico ao delírio. A intensa rivalidade entre os pilotos da Williams, Nelson Piquet e Nigel Mansell, ditou o ritmo da corrida, com o brasileiro na ponta, seguido de perto pelo inglês. Mas a emoção começou de verdade após pit stop de Mansell pouco antes da metade da prova.

Leia também: Fórmula 1  estuda realizar GP no continente africano; veja os países candidatos

O inglês chegou a ficar 28 segundos atrás de Piquet, mas, quebrando o recorde da pista volta atrás de volta, conseguiu ultrapassar o brasileiro a dois giros do fim com uma manobra memorável na curva Stowe. Após cruzar a linha de chegada na frente, o carro de Mansell ficou sem combustível e os torcedores britânicos aproveitaram para invadir a pista e comemorar a vitória junto com o piloto da casa.

Mansell dá carona a Senna

Ayrton Senna pega carona no carro de Nigel Mansell após ficar sem combustível na última volta do GP de 1991 arrow-options
Reprodução
Ayrton Senna pega carona no carro de Nigel Mansell após ficar sem combustível na última volta do GP de 1991

Em 1991, ano do tricampeonato de Ayrton Senna, o brasileiro não teve muita sorte na corrida da Inglaterra. Senna largou em segundo e estava bem até a última volta, quando seu carro ficou sem combustível. Mas o revés deu origem a uma cena famosíssima: Senna resolveu pegar uma carona no carro de Mansell, vencedor daquela prova, para voltar aos boxes. Apesar do infortúnio, a corrida não foi de todo mal para o brasileiro, pois, mesmo sem alcançar a linha de chegada, o piloto foi classificado em quarto e garantiu pontos preciosos visando seu último título mundial na Fórmula 1.

Prost: um dos maiores vencedores de Silverstone

Alain Prost arrow-options
Arquivo iG / Getty Images
Alain Prost

Alain Prost é o maior vencedor em Silverstone, com cinco vitórias. Em 1993, ano de seu tetracampeonato mundial, o piloto francês conquistou seu último triunfo no circuito inglês. Sua despedida do GP da Inglaterra aconteceu em grande estilo e contou com uma ultrapassagem histórica sobre seu rival e ex-companheiro de equipe Ayrton Senna, durante uma disputa envolvendo também Michael Schumacher, que logo em seguida também superou o brasileiro. O pódio poderia ter contado com os três campeões não fosse Senna, mais uma vez, ter ficado sem combustível na última volta.

Schumacher, que terminou aquela prova na segunda colocação, também é um dos maiores vencedores do circuito inglês – o heptacampeão tem três triunfos em Silverstone. Apesar disso, foi ali também que o alemão viveu um dos piores momentos de sua carreira. Durante o GP inglês de 1999, um grave acidente forçou Schumacher a ficar três meses sem correr.

Tem um doido na pista

Cornelius Horan%2C fanático religioso irlandês%2C invade a pista em 2003 arrow-options
Reprodução TV
Cornelius Horan, fanático religioso irlandês, invade a pista em 2003

Em 2003, um fanático religioso irlandês roubou os holofotes da vitória de Rubens Barrichello no Grande Prêmio da Inglaterra. Na 12ª volta, Cornelius Horan invadiu a pista vestido com trajes típicos, caminhou alguns metros perto dos carros carregando cartazes com os dizeres: “Leia a Bíblia. A Bíblia está sempre certa” e forçou a entrada do Safety Car.

A invasão fez com que boa parte dos carros fosse para os boxes e Barichello, que havia largado na pole em Silverstone , caiu para oitavo. Após várias ultrapassagens, porém, o brasileiro conseguiu chegar à frente e conquistou uma de suas duas vitórias na temporada.

Leia também: Vitórias e grandes feitos marcaram a história de Ayrton Senna em Mônaco

Fora da Fórmula 1, Cornelius Horan voltaria a ter seus segundos de fama no ano seguinte, nos Jogos Olímpicos de Atenas, na Grécia. O torcedor invadiu a pista durante a maratona, que fechava a Olimpíada, e agarrou Vanderlei Cordeiro de Lima, que liderava a prova até aquele momento. Prejudicado pelo torcedor, o maratonista brasileiro terminou na terceira colocação e ficou com a medalha de bronze. Mas poderia ser o ouro.