Tamanho do texto

Decisão de comissários tirou cinco segundos do piloto alemão e deu vitória no GP de Montreal ao inglês Lewis Hamilton

Sebastian Vettel chegou na frente com a Ferrari%2C mas acabou ficando em segundo no Canadá
FORMULA 1 / Divulgação
Sebastian Vettel chegou na frente com a Ferrari, mas acabou ficando em segundo no Canadá

A Ferrari entrou com um recurso contra a punição que tirou a vitória de Sebastian Vettel no Grande Prêmio do Canadá de Fórmula 1 , no último domingo.

Leia também: Hamilton vence GP do Canadá de F1 depois de penalidade polêmica para Vettel

Os comissários de prova acrescentaram cinco segundos ao tempo de corrida do alemão  da Ferrari por ele ter espremido Lewis Hamilton ao retornar à pista após uma escapada na grama. Com isso, o britânico ficou com o primeiro lugar, à frente de Vettel.

"Acho que ele não poderia ter feito nada de diferente do que fez, por isso decidimos apelar contra a decisão", disse o chefe de equipe da Ferrari, Mattia Binotto. A punição enfureceu o tetracampeão mundial, que não queria sequer subir ao pódio.

"Estou irritado, porque hoje a Mercedes tinha um ritmo de corrida mais rápido, mas nós cruzamos a linha de chegada em primeiro", disse o alemão no último domingo. "Eu estava saindo da grama, e os pneus estavam sujos, queria apenas manter o carro na pista, não podia ter feito outra coisa", acrescentou.

O público também não gostou da punição dada ao piloto da Ferrari e chegou a vaiar Hamilton no pódio do GP do Canadá .