Tamanho do texto

"Uma excelente iniciativa para desenvolver o automobilismo em todo o mundo", afirmou o presidente da FIA, Jean Todt

Mesmo com alguns protestos de modelos e personalidades ligadas ao esporte por conta da retirada das chamadas grid girls , anunciada na semana passada, a Fórmula 1 não voltou atrás e, inclusive, comunicou nesta segunda-feira que colocará crianças nas funções que eram ocupadas pelas mulheres até a última temporada.

Leia também: Grid girls protestam após saída da F1: "O politicamente correto ficou louco"

Crianças substituirão as grid girls nos GPs de Fórmula 1
Divulgação
Crianças substituirão as grid girls nos GPs de Fórmula 1

Os jovens serão escolhidos por indicação de entidades ou por mérito. Terá preferência a criança que já estiver inserida no esporte, seja em karts ou outras categorias. Os "sortudos" acompanharão os pilotos antes das corridas de Fórmula 1 .

"Este será um momento extraordinário para esses jovens: imagine, de pé ao lado de seus heróis enquanto eles se preparam para competir, a elite da elite no automobilismo, para estar lá, ao lado deles naqueles preciosos minutos, pouco antes do início das corridas", afirmou Sean Bratches, chefe comercial da Fórmula 1.

"Que experiência inesquecível, para eles e suas famílias. Uma inspiração para continuar dirigindo, treinando e aprendendo para que eles possam sonhar que um dia estarão lá. Que melhor maneira de inspirar a próxima geração de heróis da Fórmula 1", acrescentou. O presidente da FIA, Jean Todt, reforçou o discurso de dar espaço às crianças.

Leia também: Tricampeão de Fórmula 1 critica o fim das grid girls: "Estúpido"

"Estamos satisfeitos em trazer esse sonho um pouco mais perto, dando aos futuros campeões do nosso esporte a oportunidade de ficar ao lado de seus heróis até o início da corrida. Para a FIA, a é uma excelente iniciativa para desenvolver o automobilismo em todo o mundo”, disse.

Além da F1, os grid kids, como foi chamado pela organização em nota, também aparecerão, sempre que possível, na Fórmula 2 e GP3. Eles estarão acompanhados de suas famílias que terão acesso ao paddock para a corrida nos domingos.

Leia também: Carro usado por Senna em última vitória na F1 será leiloado em maio

A mudança

Segundo o comunicado da categoria na última semana, os desfiles das grid girls não condizem com os valores da marca e com as normas da sociedade moderna. A mudança faz parte de muitas outras que a nova proprietária da Fórmula 1, a Liberty Media, já começou a realizar desde que assumiu o comando, ainda em 2017. "Ao longo do último ano, analisamos uma série de áreas que achamos necessário atualizar de modo a estar mais em sintonia com nossa visão para este esporte fantástico", disse Sean Bratches.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.