Tamanho do texto

Britânico quase subiu ao pódio, pressionou Raikkonen até a última volta, mas não conseguiu ultrapassar o finlandês da Ferrari

Lewis Hamilton em ação no GP do Brasil de Fórmula 1, em Interlagos
Twitter/Reprodução
Lewis Hamilton em ação no GP do Brasil de Fórmula 1, em Interlagos

Depois de bater logo no início do treino de classificação para o Grande Prêmio do Brasil, no sábado, Lewis Hamilton mostrou porque é tetracampeão da Fórmula 1 e um dos melhores pilotos da história. Mesmo largando na última posição em Interlagos, o britânico voou na pista e, numa espetacular corrida de recuperação, chegou na quarta colocação.

Leia também: Mercedes é assaltada em Interlagos e Hamilton reclama: "Acontece sempre"

O alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, foi o grande vencedor da prova, seguido pelo finlandês Valtteri Bottas, companheiro de Hamilton na Mercedes - e os dois ainda lutam pelo vice-campeonato na última corrida da temporada, que será disputada em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, no dia 26 de novembro.

Lewis quase conseguiu subir ao pódio no Brasil, já que pressionou Kimi Raikkonen até a última volta da corrida, mas não conseguiu ultrapassar o finlandês da Ferrari, que terminou na terceira colocação.

Classificação final do GP do Brasil de Fórmula 1 de 2017
Twitter/Reprodução
Classificação final do GP do Brasil de Fórmula 1 de 2017

Emoção para Felipe Massa

O brasileiro Felipe Massa , que largou em nono, chegou na sétima colocação - ele se aposenta ao fim da atual temporada, ficou emocionado com mensagem do filho após a bandeirada. "Papai, eu estou tão orgulhoso de você e te apoio para qualquer lugar que você vá. Te amo", disse Felipinho, de sete anos de idade, no rádio de comunicação do piloto, que respondeu: "Eu amo você. Obrigado, pessoal".

Leia também: Felipe Massa diz que sai da Fórmula 1 de 'cabeça erguida'

Esse foi o melhor resultado do brasileiro desde o final de abril, quando foi o sexto colocado no GP do Bahrein com sua limitada Williams FW40. A sétima colocação em casa levou Massa aos 42 pontos na classificação geral dos pilotos, ultrapassando seu companheiro de equipe, Lance Stroll.

Resumo da corrida

Vettel largou bem e logo tomou a ponta de Bottas, que havia feiro a pole. Raikkonen manteve o terceiro lugar, seguido por Max Verstappen, Fernando Alonso e Felipe Massa. Mas a corrida teve seu primeiro momento de ação logo na primeira volta, quando Grosejan tocou a Force India de Esteban Ocon, que abandonou a prova.

Leia também: Hamilton é investigado por evasão fiscal em compra de jatinho de R$ 71 milhões

Quem também saiu logo de cara foi Stoffel Vandoorne, que tocou na Red Bull de Daniel Ricciardo depois de ter sido espremido e acertado por Kevin Magnussen, que também deixou a disputa de forma precoce.

O restante da corrida foi de Vettel liderando de ponta a ponta sem ser ameaçado, com Lewis Hamilton buscando a melhor colocação possível após largar dos boxes. Ricciardo também tentou fazer uma corrida de recuperação e terminou em sexto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.