Tamanho do texto

Gonzalo Basurto capotou ao bater seu kart em outro veículo, sofreu parada cardiorrespiratória e não resistiu aos ferimentos

Gonzalo Basurto era piloto de kart
Reprodução
Gonzalo Basurto era piloto de kart

Um garoto espanhol de apenas 11 anos de idade morreu durante um treino no circuito do kartódromo do bicampeão de Fórmula 1 Fernando Alonso. Gonzalo Basurto bateu seu kart contra outro veículo, capotou e teve ferimentos graves. O piloto ainda sofreu parada cardiorrespiratória, foi encaminhado a um hospital, não resistiu e morreu.

LEIA TAMBÉM: Filho de Schumacher fala do pai pela primeira vez: "Ele é meu modelo, meu ídolo"

A pista onde aconteceu o acidente está localizada na cidade de Astúrias, ao norte da Espanha, no complexo esportivo de Alonso, onde o piloto guarda seus carros, trofeus e dá aulas para crianças. No Twitter, o espanhol lamentou o incidente. "Acordei e me deparei com um dos dias mais tristes da minha vida. Um abraço enorme a toda a família de Gonzalo e ao mundo do kart", escreveu.

A Fundação Circuito e Museu Fernando Alonso, por sua vez, informou que todas as medidas de segurança haviam sido adotadas para a realização da prova. Gonzalo Basurto corria de kart há dois naos e estava se preparando para o campeonato das Astúrias. 

A morte do menino foi confimada pela própria Federação Espanhola de Automobilismo. "O automobilismo espanhol chora por sua perda. Todo o apoio de nós para Gonzalo Basurto e sua família por conta do acidente de kart em Astúrias", escreveu a entidade no Twitter.

LEIA TAMBÉM: Fernando Alonso abre mão do GP de Monaco para correr 500 Milhas de Indianápolis

500 Milhas

O espanhol Fernando Alonso surpreendeu recentemente o mundo do automobilismo ao abrir mão de participar do tradicional GP de Monaco de Fórmula 1 para correr na não menos tradicional 500 Milhas de Indianápolis, da Indy.

LEIA TAMBÉM: Galvão Bueno sobre amizade com Ayrton Senna: "A gente se divertia demais"

"No dia 28 de maio de 2017 a McLaren participará com um carro na 101ª edição das 500 Milhas de Indianápolis", explica a equipe em um comunicado, indicando que o piloto Fernando Alonso será o responsável pela condução do veículo na prova. "Como um americano, sempre considerei a Indy 500 uma corrida fantástica, mesmo sendo apaixonado pela Fórmula 1. Estou muito feliz por colocar minha equipe e meu piloto nessa disputa", avaliou o diretor-executivo da McLaren, Zak Brown.