Rafinha
Divulgação
Rafinha


Uma nova novela cujo os cenários são o Ninho do Urubu e a Gávea está paralisada. Enquanto o departamento de futebol do Flamengo demonstrava otimismo por um acerto breve, membros que dirigem o clube, capitaneado por Rodolfo Landim, divergem a respeito das negociações envolvendo Rafinha .


A repatriação indicava iminência quando Rafinha desembarcou no Rio de Janeiro, no dia 8 de fevereiro.

- Eu sempre deixei claro, todo mundo sabe o carinho que eu tenho pelo Flamengo. Mas não vou me precipitar. [...] É cedo ainda, não vou me precipitar, falar nada, não. Porque tem tempo ainda. Vamos conversar, mas não tem nada decidido ainda - falou Rafinha, à época.

E, após mais de um mês, o "tempo ainda" se faz correr sem definição. Rafinha já externou publicamente que aceitou o que o Flamengo lhe propôs, incluindo bonificações contratuais. O lateral-direito chegou até a projetar a concorrência com Isla no setor em 2021.

Contudo, o Flamengo lida com o seguinte dilema: o investimento vale a pena, tendo em vista que  Isla possui, na CLT, o salário mais elevado de um lateral-direito no país, por exemplo?

O planejamento financeiro provoca reticências na alta cúpula da diretoria rubro-negra, sobretudo sem previsão para que a receita oriunda das bilheterias retorne - no início do ano, o Fla previu R$ 100 milhões de arrecadação com bilhetes, para se ter uma ideia.

Segundo o LANCE! apurou, em fevereiro, alguns funcionários que trabalham no Ninho do Urubu diariamente já lidavam como certa a volta de Rafinha.

Agora, há uma incógnita que não parecia prevista, enquanto, sondado por outros clubes do futebol brasileiro, que é onde ele quer jogar em 2021, Rafinha mantém uma rotina de treinos no Rio de Janeiro, inclusive na praia.

Espera-se que a novela seja retomada diretamente para o capítulo derradeiro, aguardado por ambos (e torcida do Flamengo) até o fim desta semana.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários