Agência Brasil

jogo entre timas paulistas
Peter Leone/Ofotográficopress/Agência O Globo
Campeonato paulista está parado desde 15 de março

Capital do país com o maior número de mortes e de casos confirmados na pandemia da covid-19, São Paulo terá as medidas de isolamento social endurecidas, segundo o prefeito Bruno Covas.

No entanto, nesta segunda-feira (4), a Federação Paulista de Futebol e representantes dos clubes vão se reunir, por videoconferência, para discutirem a volta do Paulistão, paralisado dia 15 de março. Está confirmada a participação também do infectologista David Uip.

Com "sinal verde" do governo, clubes italianos já podem voltar aos treinos

A volta aos treinos , seguindo um protocolo de medidas de segurança sanitária, seria o primeiro passo, mas até essa possibilidade, no momento, está distante.

Uip já conversou com médicos dos clubes e passou a eles que a ideia de testar os envolvidos na realização de um jogo, como jogadores, comissão técnica, funcionários dos clubes e familiares – alternativa também pensada no futebol carioca – não é viável, pois os testes disponíveis não são confiáveis e não informam o resultado no prazo necessário para a partida acontecer.

São Paulo está em quarentena até o dia 10 de maio e o governador do Estado, João Dória (PSDB), poderá anunciar, no dia 8, novas medidas para serem adotadas a partir do dia 11.

Sem jogos, clube alemão acaba devolvendo 8 mil litros de cerveja a fornecedora

Se existe a possibilidade de flexibilização em alguns setores, o mesmo não se pode dizer da capital, onde o prefeito Bruno Covas busca ampliar os índices de isolamento social .

Em razão disso, foi cogitada a escolha de uma cidade no interior para que lá fossem disputadas as duas rodadas finais da fase de classificação do Paulistão e as quatro da fase de mata-mata.

No entanto, David Uip alertou que há uma indicação de que o vírus, hoje mais concentrado na capital, vai se espalhar pelo interior, onde a rede hospitalar não oferece as mesmas condições.

Ligas europeias anunciam medidas

As federações europeias de futebol têm até o dia 25 para definirem o que farão com suas competições nacionais. O Campeonato Holandês foi encerrado sem a definição de um campeão; na França, o PSG, de Neymar, foi declarado o vencedor da temporada 2019/20.

Na Espanha, autoridades do governo e representantes da La Liga avaliam a volta dos treinos nesta segunda-feira (4), mas de maneira individual e sem a realização de testes em série de covid-19 numa primeira etapa.

Já na Itália , um dos países que mais sofreram com a pandemia, foi autorizada, neste domingo (3), a autorização para a volta dos treinos individuais, o que permite aos clubes retomarem as atividades já nesta segunda-feira (4).

Mesmo com infectados, clube alemão retoma treinos e revolta jogadores

Faltam 12 rodadas para o complemento do campeonato italiano e a Lega Série A pode anunciar nos próximos dias o reinício dos jogos. Mas ainda existe a possibilidade de a competição ser encerrada, se assim decidirem as autoridades italianas. No momento, a lidera com 63 pontos, um a mais que a Lazio.

Na Alemanha, o ministro do Esporte, Horst Seehofer, disse que jornal Bild que é favorável à volta dos jogos nas próximas semanas. O país já está adotando medidas mais flexíveis de isolamento social.

Na Inglaterra, uma nova videoconferência dia 8 vai debater a retomada da Premier League. No mesmo dia, o governo inglês deverá prorrogar ou não as atuais medidas de restrição por conta da pandemia da Covid-19.

Por fim, entre as principais ligas europeias, a Portuguesa elaborou um protocolo, enviado aos clubes, que vai permitir a volta do campeonato dia 30 de maio.


    Veja Também

      Mostrar mais