Tamanho do texto

O gol olímpico foi o primeiro do atacante Leandro Carvalho, da Arena Corinthians e o único sofrido por Cássio em toda sua carreira

Lance

Autor de um dos gols mais bonitos desta temporada do Campeonato Brasileiro, o atacante Leandro Carvalho, do Ceará, confessou que não tinha a intenção de fazer o gol olímpico contra o goleiro Cássio. De acordo com o jogador, a ideia era jogar a bola mais próxima possível do gol, já que o ídolo do Timão estava adiantado. Depois de fazer o golaço, o atleta do Vozão brincou com a situação e pediu um aumento no clube cearense. 

Leia também: Carille considera empate justo entre Corinthians e Ceará

Jogador comemorando o gol arrow-options
Reprodução Instagram
Leandro Carvalho comemora o gol olímpico


"Não foi calculado, foi mais uma reação minha. No primeiro escanteio que eu bati, vi o Cássio adiantado. No segundo também e quando fui bater terceiro olhei no telão e vi que já estava nos 44 minutos do segundo tempo. Minha reação foi de bater em direção aos jogadores e para o gol. Fui feliz porque a bola foi direto para o gol, isso é o mais importante", comemorou o jogador, autor do gol que deu o empate ao Ceará em 2 a 2 contra o Corinthians na manhã deste sábado (7). 

Depois de ir para o intervalo com a vantagem de dois gols no marcador, o Corinthians viu o Vozão crescer muito de rendimento no segundo tempo. A equipe cearense teve boas oportunidades, mas parava no goleiro Cássio. No fim da partida, Leandro Carvalho acertou um chute de raríssima felicidade e empatou o jogo.

Leia também: Flamengo vence o Avaí com shows de Gabigol e Reinier e continua líder

Foi o primeiro gol olímpico da Arena Corinthians, o primeiro gol olímpico do atacante do Ceará e também o primeiro gol olímpico sofrido por Cássio em toda sua carreira. O lance foi tão inusitado que Leandro Carvalho brincou com a situação e cogitou um aumento de salário no clube nordestino.

"Espero que possa dar um salto, mas mudar a minha pessoa, não. Se Deus quiser, a carreira vai dar uma mudada sim. Quem sabe o presidente possa ver a entrevista e me dar um aumento de salário", brincou o jogador na saída da Arena Corinthians.