Tamanho do texto

São Paulo venceu o clássico com o Santos por 3 a 2

Lance

São Paulo, SP, 10.08.2019 – SAO PAULO-SANTOS - Pato do Sao Paulo Fc comemora gol durante partida contra o Santos, valido 14ª rodada do Campeonato Brasileiro 2019, no estadio Cicero Pompeu de Toledona tarde deste sabado (10) arrow-options
(Foto: Renato Gizzi/Photo Premium/Agencia O Globo)
São Paulo, SP, 10.08.2019 – SAO PAULO-SANTOS - Pato do Sao Paulo Fc comemora gol durante partida contra o Santos, valido 14ª rodada do Campeonato Brasileiro 2019, no estadio Cicero Pompeu de Toledona tarde deste sabado (10)

Uma vitória para embalar. No confronto mais esperado da 14ª Rodada do Campeonato Brasileiro , o São Paulo venceu o clássico com o Santos, por 3 a 2, de virada, neste sábado, no Morumbi . Eduardo Sasha abriu o placar, no primeiro tempo, e o Tricolor foi buscar a vitória com dois gols de Alexandre Pato e um de Reinado, de pênalti, na etapa final. O Alvinegro ainda descontou, no fim, com um gol contra de Raniel. 

Com o resultado, o Santos continua na liderança, com 32 pontos, mas perdeu a chance de se consolidar no topo e vê o rival encostar, com 24 pontos, na quinta colocação. O Tricolor volta a campo pelo Brasileirão, no próximo domingo, às 16h, quando recebe o Ceará. No mesmo dia e horário, o Peixe enfrenta o Cruzeiro, no Mineirão.

Leia também: Pato convida fã para conhecer elenco do São Paulo após foto tremida no Twitter

Ritmo acelerado

Embalado por uma torcida empolgada com as contratações recentes de Daniel Alves e Juanfran, o São Paulo começou o jogo com muita intensidade em busca do gol, principalmente pelo lado esquerdo. O Tricolor marcava a saída de bola e Everson deu alguns sustos nos torcedores santistas com a bola nos pés. O time de Cuca assustou com Raniel. Do outro lado, o Peixe esperava uma chance de contra-atacar e em boa jogada de Soteldo, Arboleda evitou a tempo que Carlos Sánchez abrisse o placar.

Assistência da trave


Com um jogo mais cadenciado a partir da metade da primeira etapa, o time de Sampaoli equilibrou e criou as melhores chances. Felipe Jonatan levou perigo da intermediária e Volpi precisou fazer um milagre em cabeceio à queima de roupa de Lucas Veríssimo. O gol santista, que já se desenhava, saiu aos 43. Pituca chutou colocado de fora da área, a bola bateu na trave e sobrou para Eduardo Sasha, livre, marcar no rebote. O lance levantou dúvidas de impedimento, mas foi validado em seguida pela arbitragem



Virada tricolor
Cuca voltou do intervalo com uma equipe mais ofensiva, com Hernanes na vaga de Luan. A nova formação deu resultado e os donos da casa conseguiram a virada, em lances de bolas aéreas. Aos 3, após a cobrança de escanteio, a bola sobrou para , Alexandre Pato, livre de marcação, igualar o placar. Cinco minutos depois, em outra bola alçada na área alvinegra, Aguilar desviou com o braço e o pênalti foi marcado. Reinaldo cobrou forte no canto direito para deixar o São Paulo em vantagem.

Pato inspirado
O Santos sentiu os gols e passou a errar muitos passes. O time são-paulino ainda contava com tarde inspirada do seu camisa 7, que me lance individual deixou para trás três marcadores e ampliou para a festa das arquibancadas. Em lance de bola parada, o Peixe ainda descontou, aos 40, com gol contra de Raniel, mas não teve tempo de continuar a reação.


FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 3 X 2 SANTOS


Data/Hora: 10/08/2019, às 17h (de Brasília)
Local: Morumbi, São Paulo (SP)
Gramado: Bom
Público/ Renda: 47.277 pagantes/ R$ 3.103.842,00
Árbitro : Raphael Claus (Fifa/SP) Nota L!: 6,5 - Atuação segura, sem polêmicas.
Assistentes: Neuza Ines Back (Fifa/SP) e Daniel Luis Marques (SP)
Árbitro de vídeo: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Assistente de Árbitro de Vídeo 1 : Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP)
Assistente de Árbitro de Vídeo 2 : Fabricio Porfirio de Moura (SP)
Cartões amarelos: Raniel, Everton, Bruno Alves, Tchê Tchê, Arboleda, Reinaldo (SAO); Aguilar (SAN)
Cartão Vermelho: Não houve.

Gols: Eduardo Sasha (43’/1ºT, 0-1), Alexandre Pato (3’/2ºT, 1-1 e 26’/2ºT, 3-1), Reinaldo (11’/2ºT, 2-1), Raniel - contra (40’/2ºT, 3-2)

São Paulo: Tiago Volpi; Igor Vinícius, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Luan (Hernanes, intervalo, Hudson, 15’/2ºT), Tchê Tchê, Toró e Everton; Alexandre Pato (Vitor Bueno, 36’/2ºT) e Raniel. Técnico: Cuca

Santos: Éverson; Lucas Veríssimo, Aguilar, Gustavo Henrique e Jorge; Diego Pituca, Carlos Sánchez (Evandro, 28’/2ºT) e Felipe Jonatan (Jean Mota, 12’/2ºT); Derlis González (Marinho, 23’/2ºT), Eduardo Sasha e Soteldo. Técnico: Jorge Sampaoli