Tamanho do texto

A cena curiosa aconteceu em Minnesota, EUA. O americano Curtis Harper abandonou o ringue como forma de protesto pelo dinheiro recebido

Lutador de boxe, o americano Curtis Harper, deixa ringue em protesto por cachê de luta
Reprodução
Lutador de boxe, o americano Curtis Harper, deixa ringue em protesto por cachê de luta

O mundo das lutas presenciou uma cena curiosa nessa semana. Durante o evento Friday’s Premier Boxing Champions, no card FS1, o americano Curtis Harper abandonou o ringue com um segundo de luta. O motivo, segundo um jornalista da PBC, é que o atleta considerou o valor recebido pela luta muito abaixo do merecido. O protesto foi para que lhe respeitassem.

Leia também: Ronda Rousey é a primeira mulher a entrar no Hall da Fama do UFC

Curtis enfrentaria o nigeriano Efe Ajagba. Os pugilistas se dirigiram ao centro do ringue, foram apresentados ao público, ouviram as instruções do árbitro Celestino Ruiz e, dado o início do combate de boxe , Curtis saiu pelas cordas em direção aos vestiários.

Oponente, juiz e público não entenderam nada do que estava acontecendo. O jornalista Jordan Hardy conseguiu conversar com Harper logo após a saída, que confirmou não ter sido pago o suficiente para o combate.

Leia também: Jogador da NFL descobre doença rara e desfalca Dallas Cowboys

Assista ao momento da saída de Harper do ringue:


Efe foi declarado o ganhador por desclassificação de Harper no primeiro segundo de assalto. O site ring TV entrou em contato com o organizador do evento, Leon Margules, para saber se o pugilista americano receberia por sua aparição, mas nenhuma resposta foi dada.

Até o treinador de Harper foi pego de surpresa. Em sua página do Facebook, Nate Campbell escreveu “Fiquei tão envergonhado! Este homem desrespeita a sua esposa, os fãs e eu”. Um dia antes da luta, Curtis teria publicado em sua rede social uma dúvida "Ganhar ou perder ... ainda há uma luta dentro de mim".

Leia também: Esquiva Falcão sofre ataque racista em sua rede social

Em 2013 ocorreu um caso parecido envolvendo Phillip Triantafillo e Patrick Farrell em North Bergen, NJ. Phillip saiu pelas cordas antes de tocar o sino e, assim, não foi computada uma desclassificação igual a de Harper.

O jornal argentino Olé recordou a vez que o pugilista Andrew Golota também abandonou o ringue, em 20 de outubro de 2000, no terceiro round contra a lenda do boxe , o americano Mike Tyson. Na ocasião, Golota tinha sofrido fraturas durante o combate.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.