Boxeador mexicano foi pego no exame antidoping após derrota para o argentino Sergio Martinez

Julio César Chávez Jr. (à esq.) foi pego no doping por uso de maconha
Getty Images
Julio César Chávez Jr. (à esq.) foi pego no doping por uso de maconha

O boxeador mexicano Julio César Chávez Jr, que foi pego no exame antidoping na última semana, em teste realizado após o embate contra o argentino Sergio Martínez, creditou a um remédio para a insônia a culpa pelo resultado positivo para o uso de maconha.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"Se o antidoping deu positivo é porque durante muitos anos eu tenho problemas de insônia, então, o médico que me atendia receitou algumas gotas de um remédio que têm canábis", declarou o boxeador, em entrevista à ESPN .

Leia mais:  Julio César Chávez Jr. cai no antidoping por consumo de maconha

Além de perder o título dos pesos médios para o argentino, Chávez também teve que arcar com uma multa de US$ 20 mil aplicada pelo CMB (Conselho Mundial de Boxe). Ele ainda aguarda a decisão definitiva da Comissão de Nevada sobre o assunto.

"Pensei que não fosse dar positivo, mas como também estava submetido a uma dieta rigorosa, nessas condições apareceu canábis no antidoping. Isso é para viciados em drogas, o que eu não sou. Espero que me escutem, nunca agi de má fé, espero um castigo não tão grande", concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.