Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Santos vence, derruba Corinthians na tabela e torcida protesta

De virada, equipe da Vila Belmiro cala o estádio lotado. Corintianos protestam muito contra técnico e time

Danilo Lavieri, iG São Paulo |

null

De virada, o Santos venceu o Corinthians no Pacaembu lotado por 3 a 1 e fez seu rival despencar da liderança para a 3ª colocação no Brasileiro . Com gols de Henrique, que depois seria expulso, Borges e de Alan Kardec, o time de Muricy Ramalho conseguiu a 9ª vitória no torneio contra um time de Tite que praticamente só ameaçou Rafael na etapa inicial.

A derrota causou protestos por parte dos corintianos, que xingaram muito o trienador: "Tite c..., para fora do Timão". Outro protesto também dizia que se não "joga por amor, joga por terror". "Não é mole não, tem que ser homem para jogar no Coringão" também foi outro coro.

A vitória colocou o Santos com 32 pontos, na 11ª colocação. Se vencer as duas partidas que tem atrasadas, o time da Vila Belmiro chega aos 38 pontos e ficaria na 5ª colocação. Já o Corinthians deixa a liderança para a 3ª colocação, continuando com 43 pontos, dois a menos que o agora líder Vasco e um a menos que o vice-líder São Paulo.

Siga o Twitter do iG Santos e receba as notícias do seu time em tempo real

No 1º tempo, o Corinthians dominou durante 37 minutos. Com boas jogadas de Émerson e também de Liédson, o time de Tite encurralava o rival e abriu o placar logo aos 13, com Liédson. Com um lado esquerdo pouco efetivo na marcação e no ataque, o Santos incomodou Júlio César em duas ocasiões com cruzamentos vindos da direita. Aos 37, na terceira tentativa santista, Henrique se adiantou à marcação de William e empatou.

Siga o Twitter do iG Corinthians e receba as notícias do seu time em tempo real


Na etapa final, o Santos melhorou bastante e conseguiu a virada logo aos 8 minutos, com jogada de Alan Kardec e finalização do artilheiro Borges, que fez seu 17º gol no Brasileiro. Henrique foi expulso no meio do 2º tempo, fez sua equipe recuar um pouco, mas não o suficiente para o time "dono da casa" conseguirem somar ponto. Em contra-ataque, Chicão acabou fazendo gol contra após cruzamento de Alan Kardec. No fim, Alex acabou tendo convulsão e foi retirado de ambulância do campo.

Na próxima rodada, o Corinthians enfrenta o São Paulo, no Morumbi, às 21h50 de quarta-feira em jogo que vale seis pontos. Já o Santos joga contra o América-MG, também na quarta-fera, mas às 20h30, em Minas Gerais e tenta vencer para brigar pelas posições de cima do Brasileirão.



O jogo
O Corinthians começou o jogo acelerando bastante o ritmo e muito mais ligado do que o Santos. Até por isso, logo aos 13 minutos abriu o placar, com gol de Liédson. A jogada começou nos pés de Émerson, que achou Alessandro aberto pela esquerda. Em posição invertida, o lateral direito cruzou e conseguiu tirar dos pés de Léo, que desviou de leve. A bola sobrou para o camisa 9 que, de esquerda e quase dentro do gol, abriu o placar para o delírio do Pacaembu lotado.

Coloque seu time em 1º lugar no ranking da Torcida Virtual do iG Esporte

Os gritos de gol acordaram o Santos, que criou duas chances em seguida. Primeiro com Edu Dracena, de cabeça, em cobrança de escanteio. Júlio César fez boa defesa. Depois, o goleiro voltou a trablahar bem, mas a cabeçada foi de Alan Kardec após cruzamento de Danilo. Aos 27, Liédson quase ampliou o placar com belíssimon chute de fora da área pela esquerda da área.

Pouco tempo antes dos 40 minutos, William passou fácil por Léo, levantou a bola e chutou forte. Rafael fez excelente defesa e evitou a festa maior dos corintianos. O Santos tinha levado perigo apenas duas vezes ao gol adversário. Quando Muricy já pensava no que ia fazer no vestiário, aos 37 minutos, Henrique apareceu após escanteio e chutou cruzado para empatar o jogo de pé esquerdo.

AE
Neymar não marcou, mas ajudou o Santos a derrotar o Corinthians dentro do Pacaembu
No 2º tempo, finalmente Borges resolveu finalizar. Aos 8 minutos, o artilheiro do Brasileirão recebeu passe de Alan Kardec, que estava na direita do campo, e desviou de leve. A bola ainda bateu na trave antes de ir para o fundo das redes de Júlio César. O Santos ampliaria poucos minutos depois se Kardec não fosse individualista. Ele recebeu belíssimo passe de Neymar e preferiu concluir a tocar para Borges, que entrava sozinho na área. A bola passou à esquerda do gol corintiano.

A virada irritou profundamente a torcida corintiana, que reclamou ainda mais quando Tite tirou Willian para colocar Jorge Henrique. Nas cativas, iniciou-se um tímido coro de xingamento a treinador. As reações melhoraram aos 20 minutos, quando Henrique foi expulso por causa de falta em cima de Alex. O time ficou um pouco mais ofensivo, mas errava sempre nos últimos dois passes e acabou deixando o Pacaembu com a derrota ainda maior.

Alan Kardec recebeu bola pela direita, disparou e ficou cara a cara com Júlio César. O atacante perdeu a hora de finalizar e fez o cruzamento. Na hora de desviar a bola, Chicão colocou a bola para dentro das suas próprias redes. Alex tomou uma pancada na nuca no último lance do jogo e foi levado de ambulância para fora do campo.

FICHA TÉCNICA - CORINTHIANS 1 X 3 SANTOS

Local:
Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 18 de setembro de 2011, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (Fifa/SP)
Auxiliares: Herman Brumel Vani (SP) e Rogério Pablos Zanardo (SP)
Público: 34.308 pagantes (3.007 não pagantes)
Renda: R$ 1.178.406,00
Cartões amarelos: Henrique (SAN); Ralf (COR)
Cartão vermelho: Henrique (SAN)

GOLS:
CORINTHIANS
: Liédson, aos 13 minutos do 1º tempo
SANTOS: Henrique, aos 37 minutos do 1º tempo, Borges, aos 8 minutos do 2º tempo e Chicão (contra), aos 35 minutos do 35 minutos do 2º tempo

CORINTHIANS: Julio Cesar; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Ramon (Weldinho); Ralf (Danilo), Paulinho e Alex; Willian (Jorge Henrique), Emerson e Liedson.
Técnico:
Tite.

SANTOS: Rafael; Danilo, Edu Dracena, Durval e Léo; Adriano, Henrique, Ibson (Pará) e Neymar (Bruno Rodrigo); Alan Kardec e Borges (Felipe Anderson)
Técnico: Muricy Ramalho

Leia tudo sobre: santoscorinthiansbrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG