Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Real Madrid lidera lista dos clubes que mais geram receitas

Clube espanhol aparece na ponta pelo sétimo ano. Corinthians e São Paulo são citados no texto da consultoria Deloitte

iG São Paulo |

EFE
Real Madrid no Bernabéu: pela sétima vez, o time que mais gera receita no futebol mundial
Em um ano marcado pela forte crise econômica na Europa, os clubes de futebol mais poderosos do continente continuam atraindo receitas milionárias. É o que mostra tradicional ranking da consultoria Deloitte. O levantamento elenca os clubes que mais geram receitas e traz o Real Madrid novamente na liderança. O Brasil é citado através de Corinthians e São Paulo, citados entre os 50 mais ricos do mundo.

Com o nome de "Football Money League" (Liga do Dinheiro no Futebol, em tradução livre), o ranking da Deloitte tem, em sua edição da temporada 2010/11, o Real na frente pela sétima vez consecutiva. De acordo com o levantamento da consultoria, o clube de Madri gerou R$ 1,09 bilhão (479,5 milhões de euros) em receitas na última temporada.

Leia mais: Final Barça x Athletic Bilbao já teve batalha campal com Maradona

A segunda colocação do ranking pertence ao Barcelona, que gerou R$ 1,02 bilhão (450,7 milhões de euros). A terceira colocação é do Manchester United, com ganhos de R$ 837 milhões. O poderoso clube inglês liderou tal lista por oito anos consecutivos, antes de perder a ponta para o Real.

Veja também: Marca de preservativos vai patrocinar o Corinthians contra o Sâo Paulo

As principais fontes de receita destes clubes é a venda dos direitos de transmissão de seus jogos, tanto para o mercado nacional quanto internacional. Esta modalidade de negócio garantiu 38% da receita do Real Madrid, contra 36% gerados pelas ações de marketing. Os outros 26% entraram nas contas do clube por meio de jogos e eventos realizados no estádio Santiago Bernabéu.
 

Força do futebol
Somadas, as receitas dos 20 clubes que dominam o raking obtiveram um crescimento de 3% em relação à temporada 2009/10. Trata-se do dobro do desempenho mostrado pela economia dos países destes mesmos clubes, que cresceram em média 1,7% em 2010 e 1,3% em 2011.

Leia ainda: São Paulo vence na Justiça e recupera os direitos sobre Oscar

"O crescimento contínuo dos clubes top 20 deixa claro a força do futebol para a economia, em especial nestes tempos difíceis para a Europa", diz ao site "Goal.com" Dan Jones, sócio da área esportiva da Deloitte. "A grande e fiel massa de torcedores desses clubes, a habilidade de gerar uma sólida audiência de televisão e a capacidade de atrair parceiros tornou os clubes relativamente imunes à crise."


E mais: Insatisfeito, Berbatov indica que vai deixar o Manchester United

A receita somada dos 20 clubes que lideram o ranking foi de R$ 10 bilhões, ou 4,4 bilhões de euros. Apenas cinco países têm times na lista: Espanha (3 times), Inglaterra (6), Itália (5), Alemanha (4) e França (2).

Os brasileiros mais ricos 
Embora o relatório aponte apenas os 20 primeiros colocados, os clubes brasileiros foram citados. De acordo com a consultoria, Corinthians e São Paulo estão entre os mais ricos do mundo, com receitas entre 70 milhões e 80 milhões de euros (entre R$ 160 milhões e R$ 185 milhões).

"A força comercial dos maiores clubes brasileiros e de suas principais estrelas significa que eles conseguem gerar até 20 milhões de euros (R$ 45 milhões) em patrocínio e publicidade, uma quantia que causaria inveja na maioria dos clubes das cinco maiores ligas do mundo", afirma o texto a Deloitte.


A lista dos 20 clubes que mais geraram receitas na temporada 2010/11  
CLUBE / PAÍS Receita gerada (em R$)
1 - Real Madrid-ESP 1,09 bilhão
2 - Barcelona-ESP 1,02 bilhão
3 - Manchester United-ING 837 milhões
 4 - Bayern de Munique-ALE 733,5 milhões
 5 - Arsenal-ING 573 milhões
 6 - Chelsea-ING 570 milhões
 7 - Milan-ITA 536,5 milhões
8 - Internazionale-ITA 482,4 milhões
 9 - Liverpool-ING 463,9 milhões
 10 - Schalke 04-ALE 462 milhões
 11 - Tottenham-ING 413 milhões
 12 - Manchester City-ING 387 milhões
 13 - Juventus-ITA 351,2 milhões
 14 - Olympique de Marselha-FRA 343,2 milhões
 15 -  Roma-ITA 327,5 milhões
 16 - Borussia Dortmund-ALE 316 milhões
 17 - Lyon-FRA 303 milhões
 18 - Hamburgo-ALE 294 milhões
 19 - Valencia-ESP 266,5 milhões
 20 - Napoli-ITA 262,2 milhões
Deloitte

 

 

 

AP
Paul Scholes no Manchester United. Ingleses têm mais clubes na lista, mas estão atrás da dupla espanhola

 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG