Tamanho do texto

Palmeiras faz 2x0 na equipe argentina, se isola ainda mais na liderança do Grupo 8 e se classifica matematicamente para a próxima fase do torneio

O Palmeiras é a primeira equipe brasileira matematicamente classificada para as oitavas de final da Copa Libertadores da América . Para garantir sua vaga, o Verdão venceu o Boca Juniors em plena Bombonera pelo placar de 2x0. Os gols foram marcados por Keno e Lucas Lima.

Melhor jogador em campo, Keno marcou o primeiro gol do Palmeiras
Reprodução
Melhor jogador em campo, Keno marcou o primeiro gol do Palmeiras

Leia também: Bayern sai na frente, mas Real vira e abre vantagem na semifinal da Champions

Com o resultado, o Palmeiras foi aos 10 pontos, se isolando ainda mais na liderança do Grupo 8 da competição continetal. O Boca, com cinco pontos, é o segundo colocado e pode ainda ser ultrapassado pelo Junior Barranquilla, que tem três pontos e um jogo a menos. Com apenas um ponto, o Alianza Lima é o lanterna do grupo.

O jogo

Após um empate amargo no Allianz Parque, o Palmeiras foi à Bombonera com o objetivo de levar os três pontos dentro do caldeirão. A equipe comandada por Roger Machado iniciou a partida com as linhas altas e pressionando muito a saída de bola adversária. O primeiro susto para o Boca veio logo no primeiro minuto: o goleiro Rossi recebeu da defesa e tentou afastar a bola, mas ela explodiu nas costas de Keno e acabou passando ao lado da trave direita.

Leia também: Atuação de Salah contra Roma é destaque na imprensa; assista aos lances

Nervoso, o time da casa tinha dificuldades para conduzir a bola com qualidade. Aos 11 minutos, os argentinos conseguiram chegar ao campo de ataque e Pavón obrigou Jailson a fazer boa defesa. Aos 22, o mesmo Pavón acertou o travessão em cobrança de falta.

O Palmeiras seguia pressionando o adversário quando não tinha a posse de bola, mas a equipe brasileira parecia mais cansada e a marcação no campo de ataque já não era mais tão efetiva. Com isso, Roger recuou as linhas e deu mais espaço para o adversário, que começou a respirar mais com a bola nos pés.

Aos 39 minutos, o Palmeiras conseguiu abrir o placar em jogada pela direita de Marcos Rocha, que cruzou na cabeça de Keno. O camisa 11 testou firme para balançar as redes. Ainda na primeira etapa, o Palmeiras passou por dois sustos: primeiro, Pavón escorou cruzamento rasteiro para fora. Depois, Ábila bateu cruzado e conseguiu vencer Jaílson, mas foi flagrado em posição ilegal.

Na segunda etapa, o Palmeiras já voltou à campo com uma proposta mais defensiva. Apesar disso, a primeira chance foi da equipe brasileira. Keno fez boa jogada pela direita e tentou encontrar Lucas Lima sozinho dentro da área, mas a defesa argentina conseguiu interceptar.

Depois do susto a equipe da casa voltou a pressionar e teve boas chances. Peréz errou o alvo em tentativa de chute colocado. Na sequência, Jailson fez bela defesa em finalização de Pavón de fora da área.

A pressão do Boca era grande, mas foi o Palmeiras que conseguiu fazer o gol. Rossi saiu mal do gol após lançamento da defesa e cabeceou nos pés de Willian. O atacante chutou em cima da defesa e ela ficou com Lucas Lima, que também carimbou o marcador. A bola se ofereceu novamente para Lucas Lima que, dessa vez, conseguiu encobrir o goleiro e aumentar a vantagem da equipe brasileira.

Assim como na primeira etapa, o Boca voltou a ter um gol bem anulado logo após ser vazado pelo time palmeirense. Dessa vez, Tevez foi flagrado em impedimento ao empurrar a bola para as redes de dentro da pequena área.

A pressão articulada do Boca se transformou em desespero, e o Boca se lançava ao ataque com pouca estratégia e errando muitos passes. Concentrado, o time palmeirense valorizava a posse de boa e deixava o relógio correr. Com isso, o Verdão não passou por apuros nos últimos minutos e voltará da Argentina com três pontos na mala.

Com sua classificação já garantida, o Palmeiras pega o Alianza Lima fora de casa na próxima rodada. A partida será no dia 3 de maio. Caso vença, a equipe comandada por Roger Machado pode garantir a primeira colocação do grupo.

    Leia tudo sobre: Futebol