Tamanho do texto

Equipe espanhola mostra força mental e muita experiência para virar e sair na frente na semifinal mesmo sem fazer grande partida técnica em Munique

O Bayern de Munique recebeu o Real Madrid, nesta quarta-feira, na Allianz Arena, em Munique, na Alemanha, pela ida das semifinais da Liga dos Campeões , e foi superado por 2 x 1. A equipe alemã agora terá que vencer por dois gols de diferença na volta, dia 1º de maio, na Espanha, para ir à decisão da competição. Os espanhóis e atuais bicampeões jogam por um empate e podem perder por até um gol de diferença - o único placar que leva à prorrogação é o 2 x 1 para os bávaros.

Leia também: Salah brilha, Liverpool vence Roma e sai na frente na semi da Liga dos Campeões

Marcelo comemora com seus companheiros de Real Madrid o gol diante do Bayern de Munique
Reprodução/Twitter/ChampionsLeague
Marcelo comemora com seus companheiros de Real Madrid o gol diante do Bayern de Munique

Os gols da partida foram marcados por Kimmich, que abriu o placar para o Bayern no primeiro tempo, Marcelo, que igualou ainda na etapa inicial e por Asensio, que virou o duelo para o Real Madrid já na etapa final. Cristiano Ronaldo, que havia marcado em todos os jogos até aqui na Champions, não foi bem e passou em branco.

Apesar de não ter feito uma grande partida técnica, o time de Zinedine Zidane mostrou muita força mental e também a experiência por ter conquistado os dois últimos títulos europeus para superar o Bayern, que é praticamente imbatível dentro da Allianz Arena. Vale ressaltar que a equipe da casa perdeu dois jogadores por lesão na primeira etapa, Robben e Boateng, o que, é claro, interferiu no plano de jogo, principalmente a saída do holandês.

O jogo

A bola mal começoua a rolar e o Bayern de Munique já teve a primeira chance. Lewandowski roubou a bola na área e, sem muito ângulo, passou para Müller, mas o atacante, que começou jogando mais atrás, não conseguiu finalizar. Aos três minutos, Ribéry tentou jogada pelo lado esquerdo da área e a bola resvalou na defesa do Real. Os jogadores pediram toque de mão de Carvajal, que seria pênalti, mas o árbitro mandou seguir corretamente.

Logo aos sete minutos, a equipe da casa precisou queimar uma substituição. Robben sentiu lesão e saiu para a entrada de Thiago Alcântara. O Real Madrid passou a ficar mais com a bola, mas quem voltou a arriscar foi o Bayern, com chute de fora de Rafinha em que Navas caiu para fazer a defesa.

Aos 23 minutos, Carvajal tentou a tabela com Lucas Vázquez, mas Rafinha cortou, só que a bola sobrou para o lateral, que chegou batendo, mas Ulreich conseguiu encaixar. Até os 27 minutos, as defesas estavam se sobressaindo sobre os ataques. E foi justamente em uma falha que o primeiro gol do jogo saiu.

James Rodríguez achou Kimmich livre nas costas da marcação e o lançou. O lateral avançou sozinho e, ao entrar na área, bateu direto para o gol. Navas tentou adivinhar e a bola foi para o fundo do gol para festa dos alemães que lotaram a Allianz Arena.

Kimmich e James Rodríguez comemoram o gol que inaugurou o placar na Alemanha
Reprodução/Twitter/FCBayern
Kimmich e James Rodríguez comemoram o gol que inaugurou o placar na Alemanha

Leia também: Atuação de Salah contra Roma é destaque na imprensa; assista aos lances

Aos 33, outra substituição forçada de Jupp Heynckes. Desta vez foi Boateng que sentiu lesão na parte de trás da coxa esquerda e saiu para a entrada de Süle. Após o gol, o Bayern foi para cima para tentar ampliar e o Real sentiu. Aos 40, após escanteio, Lewandowski desviou de cabeça e Hummels chutou sozinho e perdeu grande chance.

Um minuto depois, Ribéry avançou até a linha de fundo pela esquerda e tocou para Rafinha, que cruzou de primeira para Müller chutar e a bola explodir em Sergio Ramos. Mas como o futebol pune quem perde gols, o Real conseguiu chegar.

A bola foi lançada para Carvajal, que tocou de cabeça para a entrada da área. A bola quicou e Marcelo chutou de primeira no canto de Ulreich. O goleiro poderia chegar, mas encurtou o braço e não conseguiu defender. O empate do time de Madri mesmo sem merecer.

Ainda antes de terminar a primeira etapa, o Bayern chegou com Lewandowski, em cabeçada perigosa, e por Müller, que acabou acertando o peito na bola no susto. Aos 47, o árbitro finalizou o primeiro tempo.

A etapa complementar começou com um lance inusitado. Cristiano Ronaldo tentou chute em seu estilo, de fora da área, mas pegou mal e a bola saiu pela lateral. Aos 11 minutos, o Bayern estava melhor, mas Rafinha errou passe no ataque e cedeu contra-ataque para o Real. Vázquez avançou bem e tocou para Asensio, que invadiu a área e bateu alto e no canto, sem chances para Ulreich, virando o placar em Munique.

Asensio comemora o gol que deu a vitória para o Real Madrid diante do Bayern
Reprodução/Twitter/ChampionsLeague
Asensio comemora o gol que deu a vitória para o Real Madrid diante do Bayern

Logo depois de levar a virada, o time bávaro chegou com Ribéry. O francês fez boa jogada pela esquerda, deixou dois marcadores no chão e bateu firme para defesa de Navas. Aos 17 minutos, Ribéry recebeu quase sozinho e finalizou para outra defesa do goleiro costa-riquenho.

Aos 21 minutos, a bola foi cruzada para a área espanhola e, ao tentar cruzar, a zaga do Real acabou mandando para o meio da área. Na hora do chute, Müller e Lewandowski se chocaram e não conseguiram finalizar praticamente em cima da linha. Dois minutos depois, Ribéry, mais uma vez, fez boa jogada pela esquerda, driblou Modric e bateu. A bola desbiou e saiu.

Apagado no jogo até então, Cristiano Ronaldo recebeu bom lançamento, mas na hora do domínio usou o braço. Ele chegou a bater bonito e fazer um belo gol, mas o árbitro anulou corretamente e o português ficou desesperado. Aos 30 minutos, Benzema apareceu na cara do gol e tentou o chute ao invés do cruzamento, mas Ulreich defendeu.

O Bayern seguiu mais com a bola, mas sem agredir a defesa do Real, que mostrou mais uma vez a força que tem para administrar jogos. Aos 42 minutos, Lewandowski recebeu grande passe de Tolisso dentro da área, mas ao chutar a bola bateu em Navas e foi para fora. O grande jogo em Munique foi até os 49 minutos e o Bayern ainda seguiu em cima, mas não conseguiu empatar.

Ficha técnica

Data: Quarta-feira, 25 de abril, às 15h45 (horário de Brasília)
Local: Allianz Arena, em Munique, na Alemanha
Árbitro: Bjorn Kuipers (HOL)
Assistentes: Sander van Roekel e Erwin Zeinstra (ambos da Holanda)
Cartões amarelos: Ribéry, aos 6'/2ºT, Thiago Alcântara, aos 43'/2ºT (BAY); Casemiro, aos 32'/2ºT (RMA)
Gols: Kimmich, aos 27'/1ºT (1x0), Marcelo, aos 43'/1ºT (1x1), Asensio, aos 11'/2ºT (1x2)
Bayern de Munique: Sven Ulreich, Kimmich, Boateng (Süle, aos 33'/1ºT), Hummels, Rafinha; Robben (Thiago Alcântara, aos 7'/1ºT), Ribéry, Javi Martínez (Tolisso, aos 29'/2ºT), James Rodríguez, Thomas Muller; Lewandowski
Técnico: Jupp Heynckes
Real Madrid: Keylor Navas, Carvajal (Benzema, aos 21'/2ºT), Varane, Sergio Ramos, Marcelo; Kroos, Casemiro (Kovacic, aos 37'/2ºT), Modric; Isco (Asensio, no intervalo), Vázquez, Cristiano Ronaldo
Técnico: Zinedine Zidane

Leia também: Diretor da Roma explica o motivo de venda de Salah para o Liverpool

Real Madrid e Bayern de Munique voltam a se enfrentar na próxima terça-feira, dia 1º de maio. O duelo que definirá o primeiro finalista da Liga dos Campeões 2017/18 será no Estádio Santiago Bernabéu.