Vitória fora de casa manteve o time mineiro na briga com Avaí e Boa Esporte pala vaga na elite nacional em 2015

Um gol contra do lateral-esquerdo Juninho manteve o América-MG com esperanças de disputar a primeira divisão do Campeonato Brasileiro em 2015 e distanciou a Ponte Preta da disputa pelo título da Série B de 2014.

Veja como está a classificação do Campeonato Brasileiro da Série B

Com a vitória por 1 a 0 no Estádio Moisés Lucarelli, conquistada na tarde deste sábado, o América-MG passou a contabilizar 58 pontos na tabela de classificação, concorrendo com Boa Esporte e Avaí, que também estão no páreo pelo acesso.

Já classificada para a Série A (assim como o líder Joinville e agora o Vasco), a Ponte Preta continuou com 68 pontos e viu a distância para o time catarinense aumentar para dois pontos a uma rodada de a competição acabar.

Gilson comemora gol do América-MG marcado por Juninho sobre a Ponte Preta
Helio Suenaga/Gazeta Press
Gilson comemora gol do América-MG marcado por Juninho sobre a Ponte Preta

Dessa forma, a Ponte passou a depender de uma vitória sobre o Náutico, na Arena Pernambuco, e de uma derrota do Joinville (que ficou no 1 a 1 com o Luverdense neste sábado) para o Oeste, em Itápolis, para ser campeã no próximo sábado.

No mesmo dia, o América-MG receberá o Sampaio Corrêa no Independência com a expectativa de que os seus concorrentes pelo último lugar na Série A da próxima temporada percam.

Mesmo jogando fora de casa neste fim de semana, o América-MG assustou primeiro. Renan Oliveira ajeitou de longa distância e bateu colocado, aos seis minutos, tentando surpreender Roberto. O goleiro só observou a bola acertar a trave.

A Ponte Preta não demorou a responder, com duas oportunidades de gol em sequência. Primeiro, Roni avançou pela esquerda, nas costas da defesa, mas chutou em cima de João Ricardo quando invadiu a área. Pouco depois, Cafu ficou livre de marcação em boa assistência de Rodinei e fez o goleiro ter um pouco mais de trabalho.

No embalo de sua torcida, a Ponte continuou a insistir até o final do primeiro tempo. Aos 26 minutos, quase abriu o placar. Roni carregou da esquerda para o meio e finalizou com efeito. João Ricardo evitou que a bola fosse parar no ângulo com uma bela defesa de mão trocada.O segundo tempo começou como primeiro – com uma conclusão na trave. Obina ficou com a bola mal afastada pela defesa da Ponte Preta e emendou de primeira. O tiro passou por Roberto, mas não pelo poste do Moisés Lucarelli.

Desta vez, no entanto, a Ponte não conseguiu acuar o América-MG. E ainda sofreu o gol. Aos 26 minutos, uma tabela entre Mancini e Gilson obrigou Roberto a deixar o gol e ver a bola rolar até o meio da área. Lá dentro, Juninho se esticou para afastar e anotou contra.

Com o resultado favorável, o América-MG começou a valorizar demais cada interrupção da partida, irritando os jogadores e torcedores da Ponte Preta. Ainda assim, os donos da casa ainda esboçaram uma pressão nos minutos finais – e voltaram a parar nas mãos de João Ricardo.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 0 X 1 AMÉRICA-MG

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 22 de novembro de 2014, sábado
Horário: 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)
Assistentes: Alessandro Rocha de Matos e Adson Márcio Lopes Leal (ambos da BA)
Cartões amarelos: Fernando Bob e Thomas (Ponte Preta); Raul, Gilson, Leandro Guerreiro e Vitor Hugo (América MG)
Gol: AMÉRICA-MG: Juninho (contra), aos 26 minutos do segundo tempo

PONTE PRETA: Roberto; Rodinei, Tiago Alves, Gilvan e Juninho; Fernando Bob, Adilson Goiano (Nathan), Renato Cajá (Thomas) e Roni (Rodolfo); Cafu e Rafael Costa
Técnico: Guto Ferreira

AMÉRICA-MG: João Ricardo; Pablo, Adalberto, Vitor Hugo e Raul (Renato Santos); Leandro Guerreiro (Thiago Santos), Williams, Andrei e Renan Oliveira (Mancini); Gilvan e Obina
Técnico: Givanildo Oliveira

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.