Tamanho do texto

Equipes seguem sem conseguir emplacar reação na Série B e continuam ameaçadas pelo rebaixamento

Portuguesa e Paraná, clubes tradicionais em seus estados e no cenário nacional, por diversas temporadas presentes na Série A, agora se encontram em um momento adverso. A partida, marcada para esta sexta-feira, às 19h30 (de Brasília), no Estádio do Canindé, agora coloca frente a frente dois times que estão na zona de rebaixamento da Série B, envoltos pela crise que coloca em dúvida até mesmo suas existências.

Depois de mais uma atuação ruim, a Portuguesa  escapou de uma derrota para a Ponte Preta no retorno da competição, no meio de semana, mas não foi suficiente para fugir da zona de rebaixamento. Com 10 pontos, a equipe paulista precisa somar pontos, e é o que projeta o técnico Marcelo Veiga, especialmente em se tratando de um confronto direto. A expectativa é de poder contar com algum dos novos reforços. Do contrário, a escalação que enfrentou a Macaca será mantida.

Pelo Tricolor da Vila, o entendimento é quase unânime. Uma queda para a Série C pode tornar o futebol inviável no clube, já que as atuais receitas já não são suficientes para mantê-lo, ocasionado atraso em pagamento de salários, em repasses de patrocinadores e, consequentemente descontentamento e greve de jogadores de funcionários.

A derrota para ao América-MG frustrou os planos do técnico Claudinei Oliveira, que após o trabalho intenso na intertemporada espera por uma diminuição das falhas, que voltaram a aparecer e foram decisivas para o resultado final. Para encarar a Lusa, dois possíveis desfalques podem modificar o time. O zagueiro Guilherme, com dores na coxa, e Lucas Otávio, com uma fratura no dedo médio da mão direita, são dúvidas.

Misturando realismo e otimismo no discurso, o treinado paranista viu uma clara evolução na postura do time contra o Coelho, mas pondera sobre os limites que essa equipe terá. "A gente propôs uma mudança de postura, de jogar mais agrupado em campo, e isso aconteceu. Achei que demos um salto de qualidade, depois desse tempo que tivemos para trabalhar. A gente sabe que tem qualidade, mas falta o peso de um jogador experiente. Estamos trabalhando com o que temos", concluiu.

FICHA TÉCNICA
PORTUGUESA X PARANÁ

Local: Estádio do Canindé, em São Paulo (SP)
Data: 18 de julho de 2014, sexta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Charles Hebert Cavalcante Ferreira (AL)
Assistentes: Pedro J. Santos de Araujo e Otávio Correia de Araujo Neto (ambos de AL)

PORTUGUESA: Rafael Santos, Arnaldo, Brinner, Luciano Castan e Jussandro; Rudnei, Maycon, Allan Dias e Gabriel Xavier; Serginho e Weverton
Técnico: Marcelo Veiga

PARANÁ: Marcos, Chiquinho, Gustavo (João Antônio), Alisson e Breno; Lucas Otávio, Marcos Serrato, Ricardinho e Lucio Flavio; Tiago Alves (Júlio César) e Giancarlo
Técnico: Claudinei Oliveira

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.