Bahia quebra tabu e bate o Vitória debaixo de chuva na Fonte Nova

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

Time vence o rival no estádio pela primeira vez desde 2004, chega a 36 pontos e fica mais distante da zona de rebaixamento

Edson Ruiz/Gazeta Press
Fernandão comemora gol do Bahia no clássico

A chuva castigou Salvador nesta quarta-feira, mas não foi o suficiente para afastar os torcedores de Vitória e Bahia para o sexto clássico da temporada. Na Arena Fonte Nova, o Bahia, mandante de jogo, não decepcionou e conseguiu quebrar um tabu de quase dez anos: desde 2004, o time comandado por Cristovam Borges não vencia o rival em seu estádio, mas, nesta quarta-feira, garantiu o triunfo por 2 a 0.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Brasileirão

Para chegar a importante vitória no clássico estadual, o Bahia abriu o placar no início do primeiro tempo, com o volante Rafael Miranda, que aproveitou a cobrança de escanteio e desviou de cabeça. Minutos depois, Fernandão ficou livre dentro da área e deu números finais ao jogo na Arena Fonte Nova.

Confira imagens dos jogos desta rodada do Brasileirão

Leo Moura comemora seu gol no Maracanã na vitória por 2 a 1 sobre o Inter. Foto: Alexandre Loureiro/Inovafoto/Gazeta PressWalter marcou o segundo gol do Goiás na vitória por 2 a 1 sobre a Portuguesa no Canindé. Foto: Marcos Bezerra/Futura PressElano domina a bola no ataque do Grêmio. Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPAJogadores do Criciúma comemoram gol de Wellington Paulista. Foto: Itamar Aguiar/Futura PressJulio Cesar comemora seu gol diante do Santos. Foto: Giuliano Gomes/Gazeta PressAranha, goleiro do Santos, vê tentativa de bicicleta de Alex em ataque do Coritiba. Foto: Heuler Andrey/ Agif/Gazeta PressRosinei tenta dominar a bola pelo Atlético-MG contra a Ponte Preta. Foto: Marcos Bezerra/Futura PressWilliam comemora gol da Ponte Preta sobre o Atlético-MG. Foto: Marcos Bezerra/Futura PressCris comemora gol da vitória do Vasco no clássico carioca. Foto: Petra Mafalda/Mafalda Press/Gazeta PressBiro Biro, atacante do Fluminense, protege a bola da marcação de Fagner. Foto: Nelson Perez/Fluminense F.C.Seedorf encara marcação do Náutico em ataque do Botafogo. Foto: Matheus Britto/AImagem/Futura PressJogadores do Botafogo comemoram gol sobre o Náutico. Foto: Matheus Britto/AImagem/Futura PressEverton Ribeiro encara a marcação de Weligton em ataque do Cruzeiro. Foto: Paulo Fonseca/Futura PressDouglas comemora gol do São Paulo no Mineirão. Foto: Cristiane Mattos/Futura PressEmerson e Romarinho, do Corinthians, disputam a bola com Manoel, zagueiro do Atlético-PR. Foto: Miguel Schincariol/Gazeta PressJoão Paulo, do Atlético-PR, entra em dividida com Guilherme, do Corinthians. Foto: Mauro Horita/ Agif/Gazeta PressFernandão comemora gol do Bahia no clássico. Foto: Edson Ruiz/Gazeta PressMichel, do Vitória, e Fabricio Lusa, do Bahia, disputam a bola. Foto: EDSON RUIZ / Gazeta Press

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Com o triunfo, o Bahia se afasta da zona de rebaixamento e tem mais tranquilidade para as próximas rodadas. Com 36 pontos, encostando justamente no Vitória, que tem um a mais e fica mais distante da zona de classificação para a Libertadores.

Após o revés desta quarta-feira, o Vitória abre a 28ª rodada do Campeonato Brasileiro neste sábado. Às 18h30 (de Brasília), o time rubro-negro recebe o Coritiba, no Barradão. O Bahia, por sua vez, para manter sua recuperação na competição, visita o Goiás, no domingo, às 18h30.

O jogo

Devido ao mau tempo e ao trânsito de Salvador, o Vitória chegou à Arena Fonte Nova apenas às 20h35. O pouco tempo de preparação, no entanto, não desmotivou o time rubro-negro no início do clássico baiano. Logo nos primeiros minutos, o Leão da Barra pressionou o Bahia no campo de ataque, mas teve dificuldades para chegar com clareza ao gol adversário.

O Bahia, por sua vez, preferiu apostar nos contra-ataques, explorando a velocidade de William Barbio, que ganhava espaço nas costas da marcação de Juan. Mesmo sem ficar mais tempo no ataque, foi o Bahia que teve a estratégia mais bem sucedida e quase abriu o placar com Fernandão, de cabeça, após um bom cruzamento para a área.

Aos 16 minutos do primeiro tempo, no entanto, o Tricolor inaugurou o marcador. Wallyson cobrou o escanteio com perfeição para a pequena área, Rafael Mirando apareceu entre os zagueiros do Vitória, e desviou de cabeça, sem dar chances ao goleiro Wilson. Era a festa do torcedor tricolor, que, como mandante, era maioria no estádio.

Com a desvantagem no marcador, o Vitória ensaiou uma reação, voltou a ficar no campo de ataque, priorizando o toque de bola, mas a objetividade do Bahia, mais uma vez, deu resultado. Sem consistência defensiva, o Leão da Barra seguiu dando muitos espaços para as rápidas descidas do rival e viu o time tricolor fazer o segundo sem dificuldades.

Depois de roubar a bola na defesa, aos 25 minutos, Wallyson deu lindo passe para William Barbio na ponta direita. O atacante chegou batendo cruzado e o goleiro Wilson espalmou para o meia. No rebote, porém, Fernandão apareceu livre na área, emendou o chute de esquerda e ampliou a vantagem do Bahia na Fonte Nova.

Na volta do intervalo, o treinador Ney Franco mexeu na sua equipe, tentando deixar o Vitória mais ofensivo com o atacante Alemão, mas a postura do time rubro-negro mostrava que seria difícil diminuir a vantagem. Sem organização, o Leão da Barra até ensaiou uma pressão, mas logo viu o Bahia tomar as rédeas da partida com facilidade.

Desta forma, a única chance efetiva do Vitória que levou perigo ao gol de Marcelo Lomba foi em uma jogada individual de Alemão. O atacante limpou dois zagueiros e carimbou a trave do goleiro baiano. Apesar deste susto, o Bahia trocou passes com tranquilidade ao longo da segunda etapa e administrou o resultado para garantir a vitória no clássico estadual.

FICHA TÉCNICA - BAHIA 2 X 0 VITÓRIA
Local:
Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 09 de outubro de 2013, quarta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa/RJ)
Assistentes: Rodrigo Pereira Joia (RJ) e Fabio Pereira (TO)
Cartões Amarelos: Marcelo Lomba, Demerson, Madson (BAHIA), Kadu, Victor Ramos, Alemão, Marquinhos e Luiz Gustavo (VITÓRIA)

Gols
BAHIA:
Rafael Miranda, aos 16, e Fernandão, aos 25 minutos do primeiro tempo

BAHIA: Marcelo Lomba; Madson (Fabrício Lusa), Lucas Fonseca, Demerson e Raul; Feijão, Rafael Miranda e Hélder; Wallyson (Marquinhos Gabriel), William Barbio e Fernandão (Obina)
Técnico: Cristóvão Borges

VITÓRIA: Wilson; Luiz Gustavo, Victor Ramos, Kadu e Juan; Michel (Felipe), Cáceres, e Renato Cajá (William Henrique); Leílson (Alemão) Marquinhos e Dinei
Técnico: Ney Franco

*Com Gazeta

Leia tudo sobre: BahiaVitóriaBrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas