Deputado federal chama técnico da seleção de imbecil e idiota, lançando dúvidas sobre 'interesses pessoais' em convocações

O ex-atacante Romário não poupou Mano Menezes
Futura Press
O ex-atacante Romário não poupou Mano Menezes

O deputado federal e ex-atacante Romário tem sido um crítico frequente do técnico Mano Menezes à frente da seleção brasileira . Nesta quarta-feira, no entanto, o craque da Copa de 94 lançou mão de um pesado arsenal sobre o treinador gaúcho.

Você concorda com Romário? Ou ele pegou pesado? Deixe seu comentário

Em comunicado divulgado em seu site oficial, no Twitter e no Facebook, Romário classifica Mano como "imbecil e idiota", além de lançar dúvidas sobre "interesses pessoais" nas convocações do treinador.

Romário tomou tal iniciativa após ser chamado de "aproveitador" por Mano Menezes , que ficou irritado com as críticas do "Baixinho" durante as Olimpíadas. O ex-jogador atuou como comentarista contratado da Rede Record. "O Romário é um aproveitador. Ele precisa de espaço na mídia...Dizer que ganhar a prata é um fracasso, é demais”, declarou o treinador gaúcho em entrevista ao jornal "Marca Brasil".

Leia ainda: Mano pede respeito de Romário com a seleção

Romário respondeu com irritação. "Treinador da seleção, tem que ser capaz, corajoso, destemido, sério e honesto dentro das suas convocações e esquemas de jogo. Você não chega nem perto dessas qualidades. Você convocou mal, por interesses dúbios...", acusou em seu texto. "Você é imbecil, idiota e não tem capacidade de dirigir a seleção."

No texto, Romário também lança uma campanha pela demissão do treinador: "Está rolando na rede uma hashtag #erraréomano, vou lançar a minha, #manopedeprasair. Poderia já trocar por Felipão, Muricy Ramalho, Paulo Autuori, Wanderley Luxemburgo... Poderia colocar mais quarenta que são melhores que você."

Reprodução do texto de Romário, publicado no site do deputado federal
Reprodução
Reprodução do texto de Romário, publicado no site do deputado federal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.