Tamanho do texto

Domingos Brito diz que atacante teve nova "chance de ouro" para dar a volta por cima, mas jogou fora

"Eu esperava um jogador com fome de bola, mas infelizmente eu errei. Ele não veio". Em tom de lamento, o presidente do Barueri , Domingos Brito, comentou a rescisão de contrato do atacante Jóbson . Após uma reunião a ser realizada nesta terça-feira, o acordo de empréstimo junto ao Botafogo será desfeito em virtude da falta de adaptação do jogador ao clube e à cidade .

Você gostaria de ver Jóbson com a camisa de seu time? Opine!

De acordo com o próprio mandatário, Jóbson chegou cedo para o treinamento da manhã desta segunda-feira, no CT Vila Porto, mas se recusou a entrar em campo e foi embora. À tarde, o atacante ligou para alguns dirigentes pedindo o fim do vínculo com o Barueri, mas não entrou em contato com Domingos, que prometeu não criar caso.

VEJA:  Após xingar técnico, atacante Jóbson deixa o Barueri e volta para o Botafogo

Jóbson: um gol em quatro partidas pelo Barueri
Divulgação
Jóbson: um gol em quatro partidas pelo Barueri

"Vou ter uma reunião com ele para acertar isso. Sem problemas a saída, não vou brigar", resignou-se Domingos Brito, antes de completar, em entrevista: "Ele teve outra oportunidade de ouro pra dar a volta por cima e voltar a ser bom atleta, mas a cabeça dele talvez não deixe. Trouxe para ele me ajudar e eu ajudar ele. Se ele quiser ir embora, não posso fazer nada. Ele quer pedir demissão, é coisa dele. É a consciência dele, de ninguém mais".

Barueri está mal na Série B. Veja como está a classificação do torneio

Ocupando a lanterna do Campeonato Brasileiro da Série B, e sem ter conquistado nenhuma vitória na competição, o presidente do Barueri vê o investimento realizado na contratação de Jóbson como um erro. Em 41 dias, foram quatro partidas e apenas um gol: "Nós temos que admitir que erramos. O Jóbson foi uma contratação que eu achava que tinha fome de bola, mas não foi isso que aconteceu. Estamos sofrendo, erramos. Agora é dar atenção a quem está aqui para não ter uma surpresa maior com o rebaixamento".

Em 2011, ainda sob o comando de Estevam Soares, o Barueri foi atrás da contratação de Jóbson, mas naquela oportunidade o jogador foi suspenso por doping e não pôde terminar a temporada atuando. Quatro técnicos e menos de um ano depois, Estevam voltou ao clube contando com Jóbson no elenco, uma realização pessoal do presidente Domingos Brito que não deu certo.