Sem falar em demissão, Joel pede mudanças no elenco do Fla

Treinador acredita que clube precisa de reforços para disputar a ponta do Campeonato Brasileiro

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

Antes do clássico carioca, a pressão sobre o técnico Joel Santana ira inegável. Tanto que, na última semana, o bom humor habitual do treinador do Flamengo nas coletivas deu lugar ao silêncio e à irritação com algumas perguntas. Após a derrota e eliminação para o Vasco , neste domingo, na Taça Rio, o clima pesado continuou. Mas uma possível demissão não foi tratada pelo comandante.

Leia mais: 'Campeão' na classificação geral, Flamengo falha nas decisões

"Não me preocupo mais. No mundo do futebol se fala muita coisa. Se cada vez que comentarem alguma situação de permanência eu me incomodar, vou infartar. Não tenho mais condição de conviver com isso", disse Joel Santana, que citou os últimos tropeços do Barcelona e a estabilidade do técnico Pep Guardiola como exemplo de gestão.

Veja mais: Autocríticos, jogadores do Fla admitem necessidade de mudança

"Eu sou treinador há 30 anos e erro muito pouco. Sei o trabalho que faço, analiso, discuto, é só ver o que acontece. Eu respondo sobre demissão há 30 anos, mas não dá. O Barcelona perdeu duas seguidas. Se perder na quarta-feira, vão mandar o treinador deles embora?", destacou.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

A necessidade de mudanças no elenco, porém, é inquestionável. Sem 'queimar' alguns jogadores que não tem rendido bem, o treinador admite que o desempenho individual será avaliado. E pede reforços para disputar o Campeonato Brasileiro em alto nível. Principalmente na posição de primeiro volante.

Leia mais: Em cinco anos, Ronaldinho Gaúcho teve uma desvalorização de 93%

“Precisamos de peças de reposição, isso é muito claro. Temos que parar para ver o que fizemos de bom e o que fizemos de ruim em termos de produtividade individual e coletiva. Isso é assim em qualquer empresa do mundo. Vamos analisar com calma, com tranquilidade. Isso vai ser feito na semana que vem e vamos passar para a direção, que já tem uma ideia das mudanças”, declarou o treinador do Flamengo

Veja ainda: Adriano diz que abrirá mão dos finais de semana e dos feriados

As novidades podem vir até com a saída de Ronaldinho , que não tem o mesmo prestígio de outros momentos com a torcida. Além de cobrar R$ 2,5 milhões de salários atrasados por meio de Assis, seu irmão e empresário. Em coletiva na última terça-feira, a presidente Patrícia Amorim não garantiu a permanência do jogador.

Eliminado, o Flamengo só voltará a atuar no dia 20 de maio, na estreia da equipe no Campeonato Brasileiro , contra o Sport, na Ilha do Retiro. O time realizará um longo período de treinamento e Joel Santana espera os reforços para poder entrosar rapidamente a equipe.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG