Tamanho do texto

Fernando Alonso anunciou recentemente que deixará a categoria, porém não descarta uma volta no futuro

Fernando Alonso encerrará sua carreira na Fórmula 1 após 17 temporadas
Divulgação
Fernando Alonso encerrará sua carreira na Fórmula 1 após 17 temporadas

O piloto espanhol Fernando Alonso afirmou nesta quinta-feira (23) que deixará a Fórmula 1 por não ver mais "emoção" na categoria.

Leia também: Red Bull assina com Pierre Gasly para a próxima temporada da Fórmula 1

Na coletiva de imprensa que antecede o Grande Prêmio da Bélgica , em Spa-Francorchamps, o bicampeão mundial Fernando Alonso destacou que a falta de competitividade na principal categoria do automobilismo influenciou sua decisão.

"Não estar em uma equipe top certamente pesou na minha decisão de deixar a Fórmula 1. É verdade que sempre houve o domínio de algumas equipes, mas antes sempre havia corridas com mais variações, mais ação. Agora não é o mesmo", disse Alonso.

No entanto, o piloto não descartou uma possível volta à categoria no futuro, afirmando que "sempre deixará uma porta aberta". Alonso ainda revelou estar focado em disputar outras categorias, como a Fórmula Indy e o Campeonato Mundial de Endurance (WEC).

"É algo que venho dizendo há alguns meses, ou anos: para ser o melhor piloto do mundo, há duas possibilidades, ganhar oito campeonatos na F1, o que é improvável agora para mim, ou dominar diferentes séries e carros diferentes", revelou o piloto, falando sobre a chamada "tríplice coroa".

Leia também: Assessora de Schumacher desmente que ex-piloto esteja se mudando para Espanha

Já em entrevista à emissora "Sky Sport", o espanhol ainda afirmou ter recusado mais de uma proposta da Red Bull Racing (RBR), que nesta semana anunciou o francês Pierre Gasly para substituir Daniel Ricciardo, que irá para a Renault.

Alonso disputou 17 temporadas na F1 e foi campeão em 2005 e 2006, pela Renault. O piloto contabiliza 32 vitórias em grandes prêmios, a última delas em 2013, na Espanha. Nesta temporada, a quarta pela McLaren, Alonso está na nona colocação, com 44 pontos. Seu melhor resultado em 2018 é um quinto lugar no GP da Austrália.

Massa diz que Fernando Alonso dividia equipe

Felipe Massa e Fernando Alonso foram companheiros de Ferrari entre 2010 e 2013
Divulgação
Felipe Massa e Fernando Alonso foram companheiros de Ferrari entre 2010 e 2013

O brasileiro foi parceiro de equipe de Alonso de 2010 a 2013, e em entrevista ao programa "Conversa com Bial', da Rede Globo, Felipe Massa afirmou que o espanhol é muito talentoso, mas seu espírito competitivo atrapalhava a equipe.

"Com Alonso, era uma situação mais de luta. Nunca tive nenhum problema com ele fora do carro. Ele sempre me tratou muito bem, nós sempre tivemos uma boa relação de trabalho. Só que o Alonso tem uma coisa que, quando ele fecha a viseira, parece que são duas pessoas diferentes. E isso acaba dividindo a equipe ao meio", disse o brasileiro.

Leia também: Mesmo sem título há 10 anos, Ferrari é a equipe que mais recebe dinheiro na F1

Anteriormente, o chefe da equipe Red Bull Racing, David Horner, também afirmou que o temperamento de Fernando Alonso foi uma das justificativas pelo qual a equipe britânica não apostou no espanhol para substituir Daniel Ricciardo, que deixará a escuderia no final da atual temporada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.