‘Chutei todo errado’: Deyverson lembra gol do título da Libertadores
Reprodução: Placar
‘Chutei todo errado’: Deyverson lembra gol do título da Libertadores

Deyverson celebra seu gol contra o Flamengo na final da Libertadores - Ernesto Ryan/Getty Images

O momento que nunca sairá da memória de Deyverson e de todo torcedor do Palmeiras é o gol do título da Libertadores de 2021, na prorrogação, contra o Flamengo. Em entrevista exclusiva à PLACAR, o atacante, hoje destaque do Cuiabá no Brasileirão, relembrou o momento e contou tudo o que passou pela cabeça na hora em que roubou a bola de Andreas Pereira e saiu cara a cara com o goleiro Diego Alves.

“Naquele momento ali eu estava marcando o Arão, quando o Danilo Barbosa, que hoje está no Botafogo, falou assim: ‘vai, vai’. Foi quando o David Luiz tocou para o Andreas. Eu vou lá e pressiono. Ele escorrega, mas tem a pressão ali. Porque se eu não pressiono, ele escorrega, levanta e toca para o Diego. Eu pressionei, roubei com a perna direita, que nem para subir no ônibus serve, dei um tapinha e quando estava indo pensei: ‘por que eu, Deus? Por que logo eu?’. Se eu fizer o gol, acabam todas as mágoas que os palmeirenses têm comigo, mas se eu perder, eu nem pego o avião para São Paulo”, disse.

“Foi rápido demais. Chutei todo errado, inclinei o corpo ali, bateu no pé dele e entrou. Pode ver: todo errado, mas deu certo. Parece até o bonequinho ali da taça da Libertadores, todo o jeitinho. No almoço, a gente estava conversando sobre quem ia fazer o gol do título. E eu falei: ‘eu’. Todo mundo dando risada, porque os caras não acreditavam, era uma coisa muito improvável. E o que aconteceu? Foi só alegria, todo mundo me abraçando, chorando, me deram um tapão na cabeça que até hoje lembro que fiquei tonto na hora. Eu só pedia para acabar”.

O jogador ainda lamentou pelo meia Andreas Pereira, que ficou marcado por ter escorregado e perdido a bola que resultou no gol. “Eu não desejo para ninguém o que o Andreas passou, e desejo para todo mundo o que vivi. Eu vivi a parte boa e ele a parte ruim, mas isso não quer dizer nada, porque hoje ele está jogando a Premier League (no Fulham) e eu, o Brasileirão. Imagino como deve ser frustrante demais, em uma final de Libertadores, entre dois times que hoje são rivais”.

Deyverson diz carregar uma única mágoa por saída do Palmeiras

Nesta semana, PLACAR divulgará outros trechos da entrevista com o camisa 16, tanto no site quanto no canal de YouTube PlacarTV. No papo, ele conta como trocou as polêmicas pelo que diz ser a melhor fase da vida – dentro e fora dos gramados.

Deyverson também fala da importância da esposa Karina Alexandre em sua transformação, recorda de conselhos importante de Felipão, amigos que rompeu relações, a rixa com Gabigol, a idolatria a Neymar, momentos de brilho na Europa, o futuro após o futebol, o projeto para chegar à seleção brasileira e sobre os momentos inesquecíveis.

    Mais Recentes

      Comentários

      Clique aqui e deixe seu comentário!