Camila Brait e Fernanda Garay
CBV
Camila Brait e Fernanda Garay

Aos 32 anos, a líbero Camila Brait anunciou que não atua mais pela seleção brasileira feminina de vôlei. A revelação veio após o Brasil ficar com a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em derrota por 3 a 0 para os Estados Unidos. Quem também encerrou seu ciclo foi Fernanda Garay , de 35 anos.

— Essa prata tem valor especial para mim. Minha primeira e última Olimpíada, pelo menos sou medalhista olímpica — comemorou Brait, lembrando que a filha, a pequena Alice, pediu que levasse a prata, "a mais bonita".

(confira fotos da final Brasil x EUA no vôlei feminino na galeria abaixo)

Em Tóquio, a líbero fez sua primeira participação em Olimpíadas, após episódios de cortes traumáticos. Ela chegou a anunciar a aposentadoria após o corte na Rio-2016, mas voltou atrás a pedido de Zé Roberto. Desta vez, porém, garante que é para valer. A jogadora diz que tem outros planos.

— Não vou jogar mais pela seleção. Todo mundo já sabia, já tinha avisado às meninas. Para mim, foi muito especial estar aqui durante todo esse tempo, ter voltado . Valeu muito a pena ter ficado longe da minha filha. Mas ano que vem eu não volto. Dessa vez, é de verdade.

Você viu?

Fernanda Garay, melhor pontuadora no Brasil nos Jogos, já havia sinalizada que os Jogos de Tóquio seriam sua provável despedida da seleção. Em abril, a ponteira anunciou que paralisaria a carreira após a competição para seguir o plano de ser mãe.

— Eu encerro esse ciclo orgulhosa de tudo que fizemos, de termos feito o melhor possível em todos os momentos e muito feliz de ter feito parte dessa história, parte desse grupo, ter tido mais uma oportunidade de jogar Jogos Olímpicos — avalia Fernanda.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários