Vinicius Freitas
Instagram
Vinicius Freitas


Atleta do vôlei de praia, Vinicius Freitas está de volta ao Brasil após os jogos olímpicos de Tóquio. De sua casa em Vitória, no Espírito Santo, o jovem falou sobre a experiência na competição e também abordou outro assunto: homofobia. Gay assumido - ele namora o médico Rafael Helmer -, também revelou os ataques que vem sofrendo através das redes sociais.

"Alguns prints de comentários e mensagens que eu recebi, só para vocês terem um pouco de noção de como a sociedade e as pessoas estão tão doentes hoje", disse ele, em sua conta no Instagram.

Em seguida, o atleta (veja galeria abaixo) apresenta telas com vários ataques, recebidos via mensagem privada ou mesmo em comentários em suas fotos. "Cuidado com o inferno", consta de um dos recados. "Como podemos nos conformar com a perdição de homens tão lindos", diz outro. "Não acho você bonito, queria vomitar, Vinicius", encaminhou uma seguidora. "É realmente o fim dos tempos", diz ainda outra mensagem. "Minha filha se transformou nisso aí, aí tem que aceitar porque senão dá merda. Vai dizer que é homofóbico, tartaruga ninja ou cadeirante", debochou um internauta.

Você viu?


Vinicius citou os casos do jovem que foi encontrado morto após ser alvo de comentários homofóbicos no Tik Tok e os ataques sofridos por Aretuza Lovi, que é drag queen e pai adotivo de um menino. O atleta, porém, agradeceu o carinho e tranquilizou os fãs.

"Galera, eu estou bem. Essas mensagens ruins não chegam perto do tanto de mensagens boas que recebi. Fiquem tranquilos", finalizou.

Recentemente, Vinicius Freitas virou notícia após ser elogiado nas redes por Anitta, com quem chegou a trocar mensagens pelo direct do Instagram. Uma brincdeira, já que é fã da cantora e está num relacionamento, como o próprio já definiu, monogâmico. Namorando há pouco mais de dois anos, ele se diz acolhido entre os colegas de esporte e feliz por ser mais um esportista dando visibilidade à comunidade LGBTQIA+. Assumido desde os 20 anos , Vinícius contou que sofreu muito ao se abrir para a família, que ainda não aceita sua orientação sexual.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários